Eleições 2020: Nathália assume candidatura em Parazinho e põe fim às tentativas de tapetão do atual prefeito Carlinhos de Veri.

Publicado em: 28/10/2020

rita-agora-e-nathalia-democratas-parazinho-27-10-2020.jpg               Nathália candidata a prefeita de Parazinho e sua mãe Rita de Luzier

 

A Coligação Unidos por Parazinho pôs fim às artimanhas do atual prefeito da cidade, Carlinhos de Veri, em aplicar um tapetão nas eleições deste ano. A chapa do 25, a chapa azul e vermelho, antes formada por Rita e Marquinhos, agora é composta por Nathália (filha de Rita) e Marquinhos. Uma mesma união, uma mesma força, a mesma nação. Rita agora é Nathália. E Nathália é Rita.

Preparada

Advogada, a filha de Rita e Genival representa a força das mulheres Parazinhenses, com o tino pra política que recebeu de berço. “Levo comigo o exemplo do trabalho sério do meu pai, que ergueu essa cidade, e a coragem da minha mãe, que enfrentou aqueles que não aceitavam ver uma mulher liderando Parazinho”, lembrou Nathália.

A vontade do povo

Apedrejada por Fake News e ofensas covardes do adversário nas redes sociais, WhatsApp e ações na justiça, Rita decidiu tomar a decisão estratégica de dar vez à sua filha Nathália, cortando as asinhas e as artimanhas jurídicas do adversário, o atual prefeito tentando reeleição, Carlinhos de Veri.

Essa campanha suja da oposição, com medo de enfrentar Rita nas urnas, entra para a história como um capítulo obscuro da política de Parazinho e do RN. Mas Nathália já deixou claro que não vai permitir a vontade do povo ser desrespeitada. “Não vamos aceitar que surrupiem o direito de escolha da nossa gente. Vai ter democracia. Não vai ter tapetão”, concluiu.

 

Com Informações e Foto: Assessoria de Marketing

 

Faça o seu comentário

DRONE DO MONTORIL

PF encontra suspeito de usar dados de Neymar, Paulo Guedes e Luciano Hang para receber auxílio emergencial

Publicado em: 28/10/2020

                                       Foto: PF/Divulgação

 

A Polícia Federal (PF) realizou, nesta terça-feira (27/10), operação contra um homem suspeito de fraudar o pagamento do auxílio emergencial em nome de personalidades famosas, como o jogador de futebol Neymar, o empresário Luciano Hang e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão com o objetivo de fortalecer provas em inquérito policial que investiga as fraudes na abertura de contas na Caixa Econômica Federal. A ordem judicial foi expedida pela Justiça Federal do Ceará e cumprida em Fortaleza (CE).

Durante o cumprimento do mandado, foram apreendidos documentos e mídias que serão submetidos à perícia técnico-científica. “[O suspeito] logrou êxito em cadastrar diversas pessoas para o recebimento de auxílio emergencial cujas parcelas foram por ele sacadas”, diz a PF.

O delegado da Polícia Federal responsável pela operação, Olavo Pimentel, explicou que os valores sacados pelo criminoso são inicialmente reduzidos, mas a corporação segue com as investigações. “Foram quantias em nome de cinco ou seis pessoas”, disse.

De acordo com as apurações da Polícia Federal, o investigado abriu duas contas usando os dados do jogador Neymar, atacante do PSG, da França, e da seleção brasileira, sendo que uma delas com o objetivo de receber auxílio emergencial cadastrado por meio de aparelho celular.

“O investigado e quaisquer outros partícipes das fraudes contatadas na investigação responderão pelos crimes de estelionato majorado, falsificação de documento público, uso de documento falso e organização criminosa, na medida de suas responsabilidades”, disse o delegado Olavo Pimentel.

 

Metrópoles

 

Faça o seu comentário

Atraente

Brasil já teve 76 assassinatos políticos neste ano eleitoral

Publicado em: 28/10/2020

                                              Foto: reprodução

 

As disputas municipais deste ano estão sendo marcadas pelas lives, pelas restrições impostas pela pandemia da covid-19 e por uma velha tradição brasileira. De janeiro até agora, 76 brasileiros foram assassinados por motivações políticas. Monitoramento feito pelo Estadão revela que pelo menos 16 deles eram pré-candidatos e candidatos a vereador e dois disputavam o cargo de prefeito. O número ultrapassa a média de 52 mortes políticas nos dez processos de eleições municipais do atual período democrático – em 1985, ocorreram disputas para apenas 201 prefeituras, incluindo as capitais.

Ao longo de todo o ano de 2016, 100 pessoas foram assassinadas em conflitos de poder político no País, número superior aos registrados em 2012 (94), 2008 (82) e 2004 (31). Esses números ilustram um quadro eleitoral composto por milícias nas periferias das cidades, grupos de matadores no interior e a ausência do Poder Público no combate específico à violência política. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Ministério Público não apresentam estatísticas de mortes próximas da realidade nem monitoram processos de casos de assassinatos no setor.

Antes do avanço da covid-19, já havia uma tendência de elevado número de mortes políticas em 2020. Isso porque, no ano passado, 44 pessoas foram assassinadas em decorrência das discussões de poder, uma prévia do drama do ano eleitoral. Esse número ultrapassou os 37 registros de 2015, período anterior ao processo de maior índice de homicídios políticos.

Uma live transmitida numa rua do centro de Patrocínio, também em Minas, resultou em outra tragédia. Em setembro, o candidato a vereador Cássio Remis, 37 anos, do PSDB, foi morto a tiros por João Marra, secretário de Obras e irmão do prefeito Deiró Marra, do DEM. A família era acusada pelo tucano de usar máquinas da prefeitura em fazenda particular. Em entrevista coletiva, o prefeito anunciou que manteria a campanha à reeleição. Ele ressaltou que não podia ser responsabilizado pelo ato de João, que está preso. “Isso aqui não tem nada a ver com a campanha. Foi uma tragédia. Eu me enluto com a família. É um fato que fatalmente pode acontecer com qualquer um, qualquer cidadão”, afirmou.

Pré-candidato a vereador, o mototaxista e pequeno empresário Leandro Xavier, de 34 anos, escreveu no Facebook que pretendia renovar a política em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. Ele prometeu combater a corrupção e dar “visibilidade total” ao seu mandato nas redes sociais. Mais tarde, uma seguidora registrou que o filiado do PSC, dono de uma distribuidora de gás na cidade, acabava de ser morto a tiros dentro do estabelecimento. Quase cinco meses depois do crime, ocorrido em junho, a Polícia Civil divulgou que o mandante foi Francisco Thomaz, do PTB, presidente da Câmara Municipal. O parlamentar negou a acusação.

As mortes não ocorrem apenas pelo calor das discussões nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp. Na tarde do último domingo, o estudante Samuel Souza Leal, 19 anos, foi esfaqueado até a morte após uma carreata dos candidatos do PTB em Ribeiro Gonçalves, no Piauí. A principal linha de investigação da Polícia Civil aponta que Samuel morreu durante discussão política com um tio. O petebista João Antunes, candidato a prefeito, disse em nota que o crime não tem relação com a carreata.

No dia 15 deste mês, na cidade de Gurupi, Tocantins, Lucas Alves Araújo, de 21 anos, estava num bar próximo ao comício de candidatos do PSB quando um homem se aproximou e o metralhou. Ainda no dia 3, o agricultor José dos Prazeres Marques, de Olho D’água das Flores, sertão de Alagoas, foi morto por um segurança da prefeitura durante um comício.

A matança das eleições desde ano ainda pode levar meses. O fechamento das urnas e o anúncio dos vencedores estão longe de representar o fim das mortes políticas em decorrência da disputa de um determinado processo de disputa. Uma segunda onda de violência ocorre no ano posterior ao dos pleitos nas cidades. É quando agiotas começam a cobrar a juros o dinheiro emprestado a candidatos. Geralmente morre o eleito que se recusa a não dar cargos e destinar verbas para saldar a dívida e o perdedor endividado. Em 2017, por exemplo, 58 pessoas foram assassinadas por motivações políticas nos municípios.

Os Estados com mais casos de mortes políticas são o Rio (26 casos), Pará (8), São Paulo (6) e Alagoas (5). A atuação das milícias cariocas contribuiu para o número elevado de homicídios nos últimos anos. Em outubro, Domingos Barbosa Cabral (DEM) e Mauro Miranda da Rocha (PTC), candidatos a vereador em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foram assassinados. A polícia apontou que os crimes estão ligados a uma disputa de milicianos por território. A repressão aos possíveis envolvidos nos assassinatos foi sangrenta. Duas operações da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal para prender suspeitos resultaram na morte de quase duas dezenas de milicianos, que entraram em combate com a tropa legal.

Há sete anos, o Estadão monitora casos de assassinatos de agentes políticos ocorridos desde a Lei de Anistia, em 1979. São homicídios para garantir espaço na máquina pública e nas entidades sociais, vingar a morte de um aliado ou tirar do jogo uma testemunha. O levantamento não inclui casos passionais e latrocínios envolvendo políticos. O trabalho pioneiro na área acompanha informações de tribunais de Justiça, cartórios, organizações de direitos humanos e canais de partidos políticos e entidades comunitárias. Os números podem ser corrigidos a cada nova informação histórica.

Ao longo dos períodos de abertura e democracia (de 1979 adiante), 1.569 pessoas foram mortas por motivações políticas no País. É uma morte a cada 9,5 dias. Em 2013, quando o jornal divulgou o levantamento pela primeira vez, um assassinato ocorria a cada 11 dias. Numa análise histórica, a violência encurtou em 36 horas a trégua média na batalha sangrenta.

 

Estadão Conteúdo

 

Faça o seu comentário

COR E PISO

Estagiário é preso suspeito de desviar pelo menos R$ 170 mil em agência de banco

Publicado em: 28/10/2020

                           Foto: Mayky Araújo/TV Anhanguera

 

A Polícia Civil prendeu na tarde desta terça-feira (27) um estagiário de 21 anos de uma empresa que presta serviços jurídicos ao Banco da Amazônia (Basa) por suspeita de desvios de dinheiro. O jovem teria tido acesso aos documentos de hipoteca da agência de Palmas e realizado a fraude iniciando processos de averbação e recolhendo taxas cartorárias. A suspeita é de que o prejuízo seja de pelo menos R$ 170 mil.

Segundo o delegado Ricardo Real, que fez a prisão, no momento em que foi abordado o suspeito estava prestes a realizar mais uma retirada. Com ele, foram apreendidos R$ 40 mil. O estagiário foi levado para a 1ª Delegacia da Polícia Civil na Avenida Teotônio Segurado para prestar depoimento.

Funcionários do banco e da prestadora de serviços jurídicos também estiveram no local na condição de testemunhas. Os nomes do estagiário e da empresa envolvida não foram divulgados. O Banco da Amazônia foi procurado para comentar o caso e ainda deve se manifestar.

De acordo com a Polícia Civil o rapaz vai responder por estelionato, fraude de documentos públicos e crime contra a fé publica.

 

G1

 

Faça o seu comentário

JP Gás - João Câmara

Decreto de Bolsonaro autoriza equipe econômica a preparar modelo de privatização para unidades básicas de saúde

Publicado em: 28/10/2020

                                Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

Um decreto publicado nesta terça-feira (27) no Diário Oficial autoriza a equipe econômica a preparar modelo de privatização para unidades básicas de saúde (UBS). A medida incluiu a política de fomento ao setor de atenção primária à saúde no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República.

O decreto prevê a “elaboração de estudos de alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de Unidades Básicas de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.” A medida foi vista com desconfiança por alguns gestores locais, que enxergaram na medida uma tendência de privatização das unidades.

O texto afirma que, inicialmente, a medida permitirá a estruturação de projetos pilotos, cuja seleção será estabelecida em ato da Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos do Ministério da Economia. O GLOBO questionou o Ministério da Economia sobre a medida e a pasta confirmou que a medida pretende fomentar privatização no setor:

“O objetivo é permitir a construção de um arranjo institucional para a estruturação de projetos de parceria com a iniciativa privada voltada aos entes federados. Nesse sentido, o PPI trabalhará junto ao Ministério da Saúde e ao BNDES na definição de diretrizes para a elaboração deste tipo de projeto, para, posteriormente, selecionar entes federados (municípios ou consórcios públicos) que demonstrem interesse nessas parcerias no setor de saúde”, disse.

O Ministério da Economia argumenta que “o principal ponto do projeto é encontrar soluções para a quantidade significativa de Unidades Básicas de Saúde inconclusas ou que não estão em operação no país”. A pasta assegurou ainda que a condução da política pública continuará a cargo do Ministério da Saúde. A saúde também foi consultada pela reportagem, mas ainda não respondeu.

— Estamos trabalhando de mãos dadas com o Ministério da Saúde e o BNDES para ampliar as parcerias no setor de saúde. Sabemos do desafio de levar mais infraestrutura e serviços de qualidade a diversos municípios do Brasil e acreditamos que o modelo de PPPs será chave para alcançarmos os resultados que a população tanto merece— , destacou a Secretária Especial do PPI, Martha Seillier.

A medida foi recebida com desconfiança entre os gestores municipais e estudais. O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) afirmou que pediu ao Ministério da Saúde uma nota explicativa sobre a medida.

Já o presidente Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que representa os secretários estaduais, Carlos Eduardo Lula, considerou que a medida promove uma completa mudança do modelo atual. Segundo ele, o tema será pautado na próxima reunião do conselho.

— É uma loucura ter um decreto do Ministério da Economia para falar sobre atenção primária. É muito esquisito esse modelo, porque parece ser uma PPP (parceria público-privada), mas não deixa claro. Essa PPP só tem sentidio em grandes obras e não em pequenas obras como é o caso de uma UBS. A UBS em tese não é lucrativa para gerar investimento por parte da empresa para fazer isso— analisa Lula, complementando:

— O sentido da PPP é a empresa construir porque o estado não tem recurso para isso e ela administrar porque vai ter, em tese, um lucro durante determinado período de tempo. Óbvio que isso acontece no caso de hospitais, mas no caso de UBS não faz nenhum sentido, porque a obra é pequena, precisa de poucos recursos, e , segundo, não gera receita. É um negócio esquisito e sem a participação do Ministério da Saúde, o que deixa ainda mais esquisito. É estranhíssimo.

 

O Globo

 

Faça o seu comentário

IDEAL TERAPIAS INTEGRADAS

47% dos brasileiros não pretendem tomar vacina contra a Covid de imediato, diz pesquisa

Publicado em: 28/10/2020

                                          Imagem: Pixabay

 

Cerca de 47% dos brasileiros só vão tomar a vacina contra a Covid-19 depois que tiverem certeza do resultado da imunização em outras pessoas.

Por outro lado, 40% pretende se imunizar de imediato, assim que a primeira vacina estiver disponível.

E 12% das pessoas entrevistas disseram que não vão tomar qualquer vacina.

É o que aponta dados da nova edição da pesquisa CNT/MDA de Opinião, realizada entre os dias 21 e 24 de outubro.

Foram realizadas 2.002 entrevistas presenciais, de 21 a 24 de outubro de 2020, em 137 municípios de 25 unidades da federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

 

Com informações da CNN Brasil

 

Faça o seu comentário

Drogaria Timoneiro

Brasil já soma mais de 4,9 milhões de recuperados da Covid-19

Publicado em: 28/10/2020

                                      Foto: Marcelo Seabra/Ag.Pará

 

O Brasil registrou nesta terça-feira (27), mais 38.116 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 4.904.046 pessoas curadas da doença.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil já é quase treze vezes superior ao número de casos ativos (377.649), que são os pacientes em acompanhamento médico.

O registro de pessoas curadas já representa 89,1% do total de casos acumulados.

 

Faça o seu comentário

Farmácia Popular

Enquanto ministro pode aparecer sem calça, advogado é advertido e retirado de sessão do STJ por estar sem terno e gravata; veja

Publicado em: 28/10/2020

Um advogado que apareceu sem terno e gravata para fazer sustentação oral em sessão virtual do STJ nesta terça-feira, 27, acabou levando uma “bronca” do ministro Gurgel de Faria, presidente da 1ª turma.

O ministro determinou a retirada do patrono da sessão até que se vestisse adequadamente. “Precisa estar de terno e gravata para participar do nosso julgamento! Então, retire o doutor. Depois ele entra de maneira adequada.”

 

Via Justiça Potiguar

 

Faça o seu comentário

DRONE DO MONTORIL

Paróquia de Taipu promove debate eleitoral

Publicado em: 28/10/2020

Paróquia de Taipu promove debate eleitoral

A Paróquia de Nossa Senhora do Livramento, de Taipu, através da Pastoral da Comunicação – Pascom, promove um debate eleitoral entre os candidatos à Prefeitura do município de Taipu. Participam do debate os 3 candidatos à prefeitura: Bastinho (MDB), Douglas (PRTB) e Louvado (PSD).

O debate será realizado na segunda-feira que antecede a eleição, no dia 9 de novembro, a partir das 20h, no salão paroquial. O debate será mediado por Paulo Henrique Viana – coordenador da Pascom Taipu, sendo transmitido pelo YouTube, no Canal TV Livramento (youtube.com/tvlivramento).

Serão 7 blocos, com duração de 2h30 no total, no formato do programa Roda Viva, da TV Cultura, com participação de pessoas de diversas áreas essenciais. Com a realização do debate a Igreja cumpre seu papel de também trabalhar políticas públicas pelo bem da sociedade de maneira 100% isenta.

 

Com informações da Pascom

 

Faça o seu comentário

NETO MONTORIL

COVID: Foram 549 óbitos e 29 mil casos nas últimas 24 horas no Brasil

Publicado em: 28/10/2020

                

                                Imagem: Pixabay

 

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta terça-feira (27):

– Registro de 549 óbitos nas últimas 24h, totalizando 157.946 mortes;

– Foram 29.787 novos casos de coronavírus registrados, no total 5.439.641 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 4.904.046, com o registro de mais 38.116 pacientes curados. Outros 377.649 pacientes estão em acompanhamento.

 

Faça o seu comentário

ÓTICAS OCEANO

Operação Balcão: TRF-5 tranca ação com denúncias contra advogado potiguar, “MP criou versão diferente dos fatos”, diz relator

Publicado em: 28/10/2020

             

                                       Foto: reprodução

 

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região determinou nesta terça-feira, 27, o trancamento do processo deflagrado pela Operação Balcão, do Ministério Público Federal do RN contra o advogado Erick Pereira por suposto pagamento de propina em julgamento eleitoral. A Operação do MP denunciava ainda os ex-juízes Carlo Virgílio e Verlano Medeiros.

Leia a matéria completa AQUI, no site  Justiça Potiguar.

 

Faça o seu comentário

Adriano Móveis

PANCADA – (FOTOS): Operação Falsos Heróis apreende mais de R$ 2 milhões em SP

Publicado em: 28/10/2020

 v                                             Foto: Divulgação/PF

 

Apreensão nesta terça-feira(27) em endereço não divulgado em São Paulo apreendeu uma quantia em espécie de mais de R$ 2 milhões.

A Operação Falsos Heróis investiga uma organização criminosa voltada à prática de contrabando de cigarros e produtos falsificados. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão no RN, Pará e São Paulo.

 

Faça o seu comentário

PROGRAMA PAZ REAL

Em parceria com o Ministério Público, governadora Fátima entrega unidade que vai reunir polícias civil e militar em Acari

Publicado em: 28/10/2020

A governadora Fátima Bezerra cumpre agenda no Seridó do Rio Grande do Norte.

Nesta segunda-feira ela esteve em Acari, onde recebeu da Promotoria de Justiça e entregou à população da cidade, um novo prédio para sediar a Unidade de Polícia Integrada formada pelas polícias Civil e Militar.

O posto foi construído sem custo para o erário público, através de uma ação pioneira do Poder Judiciário, via Promotoria de Acari e Carnaúba dos Dantas, que conseguiram os recursos por meio de penas pecuniárias equivalentes a mais de 1 milhão.

“Esta Unidade Integrada representa uma conquista muito importante para o município e para a região e se soma ao nosso comprometimento com a Segurança Pública do RN, principalmente no que se refere à valorização profissional dos nossos agentes”, declarou a governadora.

 

Faça o seu comentário

JD Lan House

Pedido de embargo de candidatura do vice por continuação de familiares no cargo poderá derrubar a chapa de Louvado em Taipu

Publicado em: 27/10/2020

Um dia depois de terminado o prazo para substituições de candidaturas, o candidato a prefeito de Taipu, Louvado (PSD) pode ter sua chapa derrubada pela justiça.

Isso se a justiça considerar o pedido de embargo feito pela assessoria jurídica do prefeito e candidato à reeleição, Bastinho da Campel (MDB).

O embargo tem como base o vice de Louvado, Rodriguinho (PSD), que faz parte de um núcleo familiar que há 8 anos se reveza na vice-prefeitura: o atual vice Marcelinho, sua mãe Leônia e agora a possibilidade de Rodriguinho eternizar a família no cargo.

Rodriguinho é marido da neta de Leônia, que é sobrinha de Marcelinho…

Entendeu?

Tipo…por usocapião, daqui a pouco a vice-prefeitura de Taipu será instalada na casa da família.

De acordo com a Constituição Federal, os candidatos aos cargos majoritários poderão ser reeleitos para um único período subseqüente.

“São inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os parentes consangüíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção”, diz a Carta Magna.

Dessa forma, o nome de Rodriguinho como candidato a vice-prefeito, poderá ser impugnado, derrubando com ele a candidatura de Louvado.

 

Faça o seu comentário

DRONE DO MONTORIL

PROMOÇÃO TERÇA DA LOUCURA!!! 1 Pizza G+10,00 reais = 2 Pizzas Grandes na Pizzaria Novo Tempo em João Câmara

Publicado em: 27/10/2020

- TERÇA DA LOUCURA!!! 1 Pizza G+R$10= 2 Pizzas G's

- Delivery (84) 3262-4041 ou 99108-7191

 

Faça o seu comentário

PIZZARIA NOVO TEMPO

Polícia Civil e FAPERN prorrogam inscrições para processo seletivo voltado a pesquisadores-bolsistas; 10 vagas e R$ 1.500 mensais

Publicado em: 27/10/2020

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (FAPERN), divulgou, nesta terça-feira (27), que estão prorrogadas as inscrições para o edital POLÍCIA CIVIL/FAPERN Nº 04/2020, referente ao processo seletivo para a escolha de egressos de cursos superiores para atuarem como pesquisadores-bolsistas em projetos de pesquisa e inovação. As inscrições podem ser realizadas até o dia 02 de novembro deste ano, por meio do site da FAPERN.

Ao todo, serão disponibilizadas dez bolsas de pesquisas para profissionais de nível superior de diversas áreas. As vagas serão distribuídas conforme o quadro 01, do anexo 03, do edital publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição de hoje. O objetivo da seleção será proporcionar aos candidatos selecionados a oportunidade de contribuir para o projeto institucional de inovação na gestão da PCRN.

Segundo a diretora de planejamento e finanças, Paoulla Maués, “o objetivo da seleção é desenvolver atividades de inovação junto aos diversos setores da Polícia Civil, com o intuito potencializar produtos, técnicas, metodologias e processos advindos dos avanços da Ciência e da Tecnologia, na busca do êxito dos serviços oferecidos à população e na modernização da gestão pública, considerando que a atual gestão da Instituição, que visa à eficiência, consistente na capacidade de alcançar resultados positivos com esforço e custo reduzidos”, declarou a diretora de planejamento.

 

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

 

Faça o seu comentário

NETO MONTORIL

Conselho Nacional de Trânsito publica requisitos para fiscalização da velocidade de veículos

Publicado em: 27/10/2020

                                           Foto: Divulgação/PRF

 

A partir de 1º de novembro, entram em vigor os requisitos técnicos mínimos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, elétricos, reboques e semirreboques definidos pela Resolução Nº 798, publicada em setembro pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Com as medidas, o Contran, órgão vinculado ao Ministério da Infraestrutura, pretende privilegiar o caráter educativo, em vez do meramente punitivo, em suas fiscalizações ostensivas no trânsito.

A Resolução 798 apresenta regras e critérios técnicos para instalação e uso de radares fixos ou portáteis, de forma a evitar que sejam instalados em locais pouco visíveis. A norma determina que os locais em que houver fiscalização de excesso de velocidade por meio de medidores do tipo fixo sejam precedidos de sinalização, de forma a garantir a segurança viária e informar, aos condutores, a velocidade máxima permitida para o local.

Segundo o presidente do Contran e diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Frederico Carneiro, o propósito das mudanças é fazer com que o condutor seja alertado do limite de velocidade da via, perceba os riscos, reduza a velocidade do veículo e, com isso, reduza as chances de sofrer acidentes.

“O que se pretende é fazer com que os limites de velocidade sejam obedecidos em vez de simplesmente multar o condutor. A fiscalização ostensiva e educativa fortalece medidas preventivas e de segurança, evitando violações de normas”, acrescentou Carneiro, em e-mail enviado à Agência Brasil.

Entre as mudanças implementadas estão também a proibição do uso de equipamentos sem dispositivo registrador de imagem; a restrição do uso do radar do tipo fixo redutor em trechos críticos e de vulnerabilidade de usuários da via, especialmente, pedestres, ciclistas e veículos não motorizados; e a publicação da relação dos trechos e locais aptos a serem fiscalizados nos sites da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via.

 

Agência Brasil

 

 

Faça o seu comentário

DRONE DO MONTORIL

Caminhoneiro suspeito de estuprar e matar adolescente de 16 anos do RN e deixar corpo em canavial da PB vai a julgamento

Publicado em: 27/10/2020

             Karolina Oliveira Gomes tinha 16 anos — Foto: Arquivo Pessoal

 

O portal G1-RN  destaca nesta terça-feira(27) o caso de um caminhoneiro de 34 anos acusado de ter estuprado e matado a adolescente potiguar Karolina Oliveira Gomes, de 16 anos, em agosto de 2019, que vai a julgamento. Uma audiência de instrução foi iniciada na manhã desta terça (27), mas acabou remarcada para novembro após o advogado de defesa desistir do processo.

A adolescente saiu de casa, em Goianinha, no Rio Grande do Norte, para imprimir um trabalho no dia 5 de agosto. No entanto, ela desapareceu e foi encontrada morta um dia depois em um canavial no município de Mamanguape, na Paraíba.

O julgamento é comandando pela Justiça paraibana. Nesta terça-feira (27), familiares e amigos de Karol, como era conhecida, se mobilizaram em Goianinha e seguiram viagem em dois ônibus até Mamanguape. Já no fórum da cidade, os pais pediram a prisão do acusado.

O caminhoneiro preso pelo crime, chegou ao fórum de Mamanguape sob gritos de revolta dos familiares da vítima, por volta das 8h30. Apesar da presença de todas as partes, a audiência foi suspensa, por causa da desistência da defesa.

Todos os detalhes em reportagem completa  AQUI.

 

 

Faça o seu comentário

Panificadora & Conveniência João Paulo II

Mulher internada em estado grave com Covid é transferida após fogo em hospital no RJ e morre

Publicado em: 27/10/2020

                                            Foto: Henrique Coelho/G1

 

Uma paciente do Hospital Federal de Bonsucesso morreu ao ser transferida por causa do incêndio que atingiu o Prédio 1 da unidade nesta terça-feira (27).

Segundo Carlos Cesar Assef, diretor assistencial do hospital, a paciente, uma mulher de 42 anos, tinha Covid-19 e estava em estado gravíssimo.

Ela chegou a ser removida da ala com vida, mas, na remoção, não resistiu.

No início da pandemia, o complexo foi anunciado como futura unidade de referência para a Covid-19. Um dos blocos, com capacidade para até 200 leitos, chegou a ser adaptado, mas o projeto não foi adiante por falta de pessoal.

Um relatório da Defensoria Pública da União (DPU) do ano passado alertava para problemas na estrutura de combate a incêndios na unidade.

Remoção antes de a fumaça chegar

Antes da confirmação da morte da mulher de 42 anos, o porta-voz da corporação, Lauro Botto, tinha afirmado que nenhum paciente se ferira e também tinha descartado intoxicação por fumaça.

“Conseguimos evacuar os pacientes antes que o fogo e a fumaça chegassem à enfermaria”, disse Botto.

O fogo começou no almoxarifado do subsolo do Prédio 1 por volta das 9h40. Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas foram controladas às 11h30, e equipes trabalhavam no rescaldo.

Mas, por volta das 13h20, ainda saía fumaça negra das instalações. Botto ressaltou que “o Prédio 1 estava todo comprometido com chamas e fumaça”.

Não se sabia, até a última atualização desta reportagem, a causa do incêndio.

O Hospital Federal de Bonsucesso, às margens da Avenida Brasil, é a maior unidade de saúde do RJ em volume de atendimentos.

Cerca de duas mil pessoas circulam pelas alas todos os dias, segundo a assessoria de imprensa.

Desde o ano passado, houve ao menos um incêndio de grandes proporções e outros três princípios de incêndio em hospitais do Rio, além do caso desta terça-feira.

Pacientes levados para borracharia

Cerca de 200 pacientes foram transferidos para áreas do próprio complexo — parte aguardava atendimento sob uma árvore do pátio interno.

Alguns internados estavam no meio de tratamento quando tiveram de sair, outros estavam entubados, e havia quem estava com Covid-19, como a mulher que morreu na transferência.

Como a fumaça se alastrou, a direção optou por esvaziar também parte do Prédio 2, onde estavam internos da UTI neonatal e da Maternidade.

Alguns pacientes foram levados de maca ou em colchões para a Rio Paiva Pneus, que fica ao lado do complexo.

Cerca de 30 internados foram transferidos para outras unidades da rede pública do Rio, como o Souza Aguiar, no Centro, o Evandro Freire, na Ilha do Governador.

Transplantados removidos

Uma médica que preferiu não se identificar contou que alguns pacientes que passaram por transplantes na noite de segunda-feira (26) precisaram ser retirados às pressas.

“Foi descendo todo mundo, segurando os pacientes no colo. A fumaça foi começando a ficar muito preta. Eu não consegui mais entrar no prédio. Eu não sei se ficou paciente lá dentro”, disse.

Complexo tem seis alas

O Hospital Federal de Bonsucesso é composto por seis alas.

Prédio 1 (onde começou o fogo): Emergência, internações e exames de imagem.

Prédio 2: Centro de atenção à mulher, à criança e ao adolescente

Prédio 3: Oncologia clínica e perícia médica

Prédio 4: Administração

Prédio 5: Laboratório, centro de estudos e residência médica

Prédio 6: Ambulatório

 

G1

 

Faça o seu comentário

17 MILHÕES DE ACESSOS

RN registra taxa de ocupação de leitos no tratamento da covid em 40,6%; transmissibilidade é de 0,51

Publicado em: 27/10/2020

                     (Foto: Reprodução/Regulação/Sesap)

 

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (27). Quanto à taxa de ocupação geral das unidades de saúde, os números no fim da manhã mostram 40,6%. A Região Metropolitana está com 33,1% dos leitos ocupados, o Oeste com 57,6% e Seridó com 34,8%% de ocupação.

Internados em leitos clínicos ou críticos em hospitais públicos ou privados são 171.

O índice que indica o potencial de transmissão da covid 19, a Rt, está em 0,51 no estado como um todo. No Estado, 46 municípios se encontram em zona de risco, enquanto outros 53 estão em zona de perigo. Os dados são do Laboratório de Inovação Tecnológica (LAIS) da UFRN no fim da manhã. VALE DESTACAR que essa taxa tem grande variação ao decorrer do dia, e pode ser conferida a situação em tempo real conforme link no fim do post.

A Taxa de Transmissibilidade, ou Taxa Rt para ser mais simples, é um dos indicadores utilizados para medir a evolução de uma doença endêmica. De forma simples, essa taxa indica quantas pessoas podem ser infectadas a partir de uma pessoa já doente.

Para exemplificar suponha o Rt = 2, isso significa dizer que, estatisticamente falando, uma pessoa doente contaminará duas saudáveis. O ideal então é que esta taxa se mantenha o mais próximo possível de zero. A partir do momento que ela se mantém constantemente abaixo do valor 1, significa dizer que a doença está em um estado “controlado”.

 

Veja situação de municípios acessando  AQUI.

 

Faça o seu comentário

JP Gás - João Câmara