Não Percam! Palestra "Atendimento ao Cliente" Colhendo resultados por meio de satisfação do cliente.

Publicado em: 17/08/2019

rejane-cruz-palestra-foto-03.jpg

 

Faça o seu comentário

R CRUZ - ASSESSORIA CONTÁBIL

Delegados cogitam demissão coletiva após Bolsonaro tentar intervir na PF do Rio

Publicado em: 17/08/2019

A tentativa de Jair Bolsonaro de interferir na indicação do Superintendente da Polícia Federal no Rio quebrou de vez o que ainda restava de confiança de delegados da cúpula da corporação, de diferentes partes do país, no presidente. Um pedido de demissão coletiva não está descartado, caso Bolsonaro insista na investida.

As críticas ao presidente são abertas e contundentes. Um dos policiais mais prestigiados entre os colegas afirma não se recordar de nada parecido vindo de qualquer outro presidente desde a redemocratização do país.

Na quinta (15), Bolsonaro anunciou que o superintendente do Rio seria um nome de sua confiança deslocado de Manaus —o delegado Alexandre Saraiva. Afirmou que era ele quem mandava e que não seria um presidente “banana”.

Horas depois, com a reação contundente da PF, recuou.

De acordo com um dos policiais, aceitar ingerência de Bolsonaro na PF significará o fim da corporação —que não seria o espaço apropriado para ele mostrar que pode mandar e desmandar.

O ex-ministro Gustavo Bebianno, que era um dos assessores mais próximos e conviveu intensamente com Bolsonaro na campanha eleitoral, credita o estilo “eu que mando” do presidente a “complexos que ele traz do passado”.

“O presidente tem revelado extremo grau de insegurança. Essa coisa de querer mostrar, a ferro e fogo, todo o tempo, que é ele quem manda, sem escutar a ninguém e sem aceitar qualquer tipo de ponderação, é muito ruim para o nosso país. O presidente precisa superar os complexos que traz do passado e mostrar maior grandeza de espírito”, diz Bebianno.

Ele diz ainda que aprendeu com o mestre de jiu-jitsu Hélio Gracie que o campeão precisa nutrir a nobreza de espírito. “Hoje, o capitão é o vencedor. É hora de engrandecer a alma”.

 

MÔNICA BERGAMO

 

Faça o seu comentário

LUCILA Casa & Construção

Dodge aciona STJ para obter cópia de ‘investigação da investigação’ sobre morte de Marielle Franco

Publicado em: 16/08/2019

                    Foto: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, acionou o Superior Tribunal de Justiça (STJ) para pedir uma cópia do inquérito que apura irregularidades na investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes – o assassinato ocorreu há um ano e cinco meses e ainda não há conclusão sobre os responsáveis.

Dodge afirma que a PGR foi impedida de acessar a integra ou obter cópia do inquérito que apura os procedimentos da investigação, embora tenha sido a própria procuradora que pediu a apuração após indícios de obstrução para apurar o homicídio de Marielle e Anderson.

O objetivo é verificar a “investigação da investigação” para saber se a apuração sobre as mortes na Justiça estadual está comprometida – nesse caso, a PGR poderia pedir para o inquérito passar a ser conduzido pelo Ministério Público Federal e Polícia Federal.

Eventual federalização teria que ser concedida pelo STJ, a quem cabe decidir sobre deslocamento de competência – termo técnico para mudança de jurisdição – de apurações.

Além disso, há ainda possibilidade de que o inquérito que apura irregularidades na investigação do assassinato tenha que ser conduzido pelo STJ por suspeita de envolvimento de autoridade com foro no STJ. A procuradora não menciona quem seria essa autoridade.

O inquérito que apura irregularidades na investigação dos assassinatos avalia suspeitas de organização criminosa, fraude processual, exploração de prestígio, falsidade ideológica, entre outros. O caso é sigiloso.

O pedido da apuração foi feito pela Procuradoria Geral da República ao então Ministério da Segurança Pública no ano passado.

Em nota, a PGR afirmou que “passados quase seis meses da denúncia e praticamente um ano e meio dos crimes, não se têm notícias da identificação dos mandantes e nem de providências para a responsabilização criminal dessas pessoas”. “A impunidade dos mandantes é manifesta”, diz o documento enviado ao STJ.

No ano passado, Raquel Dodge chegou a analisar depoimento dado pelo principal suspeito da morte. O ex-policial militar Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando da Curicica, alegou no depoimento sofrer coação para assumir o crime.

Eventual federalização das investigações está em análise desde março do ano passado. Na ocasião, a procuradora informou que acompanhava a investigação “atentamente”, mas que naquele momento não havia necessidade de atuação do MPF, PF e Justiça Federal.

 

G1

 

Faça o seu comentário

RR PNEUS

Parnamirim recebe primeiro laboratório de robótica Include no RN

Publicado em: 16/08/2019

O prefeito Rosano Taveira, acompanhado do presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farrugia e do Assessor/secretário Adjunto do GCTI, Dario Cândido de Medeiros, inaugurou na tarde desta sexta-feira (16) o primeiro laboratório tecnológico do projeto Include no RN, localizado na Escola Emérito Nestor Lima, no bairro de Passagem de Areia.

O laboratório foi desenvolvido, através de parceria entre a Prefeitura de Parnamirim, o Instituto Campus Party, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a UFRN e o Sebrae.

Para Taveira, o projeto tem um caráter transformador, pois vai possibilitar aos alunos matriculados a possibilidade de inclusão social e tecnológica. “É com muito orgulho que entrego à população de Parnamirim um projeto tão inovador capaz de mudar a realidade desses jovens, que trilharão um futuro brilhante. Vamos trabalhar agora para expandir esse projeto para todas as áreas da cidade”, disse.

Francesco Farrugia também destacou a inclusão social e digital como pilares principais do projeto. “Atualmente quem não sabe utilizar as tecnologias está desconectado do mundo. Nenhuma, cidade, estado ou país será grandioso sem os avanços na área da tecnologia”, destacou.

De acordo com o Assessor Especial/Secretário Adjunto do GCTI, Dario Cândido Medeiros, “o projeto Include é uma proposta inovadora que mudará a realidade dos jovens da periferia de Parnamirim, os preparando para o novo mercado de trabalho/renda que já estamos a vivenciar através do conhecimento e aprendizado da Ciência, Tecnologia da Informação e Inovação dentro do conceito que vem sendo trabalhado, Parnamirim, Cidade Trampolim da Vitória, Espacial, Digital, Inteligente e Humana”.

Inicialmente, o laboratório ofertará curso na área de robótica e tecnologia para 75 anos, divididos em três turmas de 25 alunos cada uma. O curso terá duração de seis meses e ao longo desse período, os jovens inscritos terão aulas de programação, robótica, noções básicas de redes, realidade virtual e de utilização de impressoras 3D.

O laboratório Include é uma iniciativa do Instituto Campus Party, cujo objetivo é a inclusão de jovens nos conteúdos e práticas de transformação digital, em comunidades de baixa renda, por meio de cursos com metodologia apropriada para o ensino d. 

 

 

Faça o seu comentário

Colegio Objetivo - João Câmara/RN

Temer pede liberação do passaporte para passar seis dias no Reino Unido

Publicado em: 16/08/2019

                                    Foto: Presidência da República

 

Michel Temer pediu à 7ª Vara Federal Criminal do Rio a liberação de seu passaporte diplomático para poder passar seis dias no Reino Unido, relata a GloboNews.

Segundo o ex-presidente, ele foi convidado para dar palestras sobre sua carreira e sobre direito constitucional na Oxford Union, uma instituição de debates estudantis.

Temer foi preso duas vezes neste ano, após denúncias da Lava Jato. Depois de ter sido solto, o ex-presidente foi proibido de deixar o país e teve de entregar seu passaporte à Justiça.

 

O Antagonista

 

Faça o seu comentário

Donabela Bijoux

Jandaíra: Amizade de Marina e Ricardo solidifica parceria entre Executivo e Legislativo

Publicado em: 16/08/2019

Resultado de imagem para Jandaíra: Amizade de Marina e Ricardo solidifica parceria entre Executivo e Legislativo         Prefeita Marina e o presidente da Câmara, vereador Ricardo

 

É nítido a amizade e confiança da prefeita de Jandaíra e do atual presidente da Câmara Municipal, Marina Marinho e Ricardo Paulino, laço esse consolidado antes mesmo de entrarem pra política.

Através de sua amizade com o ex-prefeito Fabinho, pai da prefeita e de quem o atual presidente foi chefe de gabinete, Ricardo passou à ser amigo de Marina, hoje estando os dois sendo gestores de ambos os poderes municipais, Legislativo e Executivo.

A afinidade deles só solidifica a parceria da Câmara Municipal com a Prefeitura, trazendo benefícios à Jandaíra e ao seu povo.

(mais…)

 

Faça o seu comentário

Rodrigo Montoril - Fisioterapia

PT quer dar continuidade a projeto de lei que proíbe delações com presos e criminaliza vazamentos; confira projeto

Publicado em: 16/08/2019

No projeto de lei petista para restringir acordos de delação premiada, o autor original, ex-deputado Wadih Damous, diz que “lacunas existentes na atual legislação têm dado causa a abusos na utilização desse instituto”.

Minar as delações é o próximo passo do Centrão e da oposição para aniquilar a Lava Jato.

“É preciso impor limites ao exercício do poder punitivo, sob pena da implosão do próprio Estado Democrático de Direito”, diz outro trecho da justificativa da proposta, que já foi desarquivada, como registramos mais cedo aqui.

Se a ideia vier a ser aprovada, estariam proibidos acordos de delação com réus presos.

“Uma das alterações que se propõe, nesse sentido, impõe como condição para a homologação judicial da colaboração premiada a circunstância do acusado ou indiciado estar respondendo em liberdade ao processo ou investigação instaurados em seu desfavor”, defendeu Damous.

A proposta também criminaliza “vazamentos”.

“A medida é fundamental para se evitar que a honra e a dignidade das pessoas sejam ultrajadas por vazamentos seletivos, muitas vezes sem reparação possível.”

Projeto de Lei

A íntegra do projeto pode ser baixada AQUI.

 

O Antagonista

 

Faça o seu comentário

Budega do Chocolate

Com novo convênio, 41 universidades de Portugal passam a aceitar o Enem

Publicado em: 16/08/2019

Mais quatro instituições de ensino superior de Portugal firmaram convênio com o MEC (Ministério da Educação) para aceitar os resultados do Enem na seleção de alunos para cursos de graduação. Com isso, 41 universidades portuguesas já aceitam o exame.

Três têm sede na capital do país: o Instituto Universitário de Lisboa, a Universidade Autônoma de Lisboa e o Instituto Politécnico da Lusofonia. Já a Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa está localizada na cidade de Oliveira de Azeméis.

As parcerias com instituições portuguesas para aceitar o Enem na seleção tiveram início em 2014, ainda no governo Dilma Rousseff (PT).

O MEC não forneceu o número total de estudantes que foram estudar em Portugal, mas a Universidade de Coimbra recebeu 1.239 alunos e a Universidade do Algarve, 450. As duas instituições tiveram o convênio renovado neste ano.

O governo tem tido conversas com instituições da França e da Espanha para ampliar o aceite do exame para esses países, mas ainda não há previsão de um acerto final.

A quantidade de brasileiros em universidades portuguesas cresceu nos últimos anos. No fim de abril, estudantes da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa se revoltaram ao se depararem, na entrada da instituição, com uma caixa de pedras contendo uma placa explicativa: “grátis para atirar em um zuca [termo normalmente pejorativo para designar brasileiro]”.

As queixas por discriminação étnica e racial em Portugal dispararam em 2018, com uma alta de 93,3% em relação ao ano anterior.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que já tratou do assunto com a Embaixada de Portugal sobre casos de xenofobia, mas não deu detalhes sobre alguma iniciativa prática.

“Não vejo realmente que em Portugal o estudante vai passar por dificuldades maiores”, disse Weintraub, durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (16), em Brasília. “[Havendo] qualquer ação de racismo, de xenofobia, o estudante adulto pode procurar as autoridades”.

O presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), Alexandre Ribeiro Lopes, disse que os novos acordos são reflexo da credibilidade que o exame conquistou ao longo dos anos. O órgão é responsável pela realização da prova.

Lopes garantiu que não haverá problemas na realização do exame. “O cronograma de realização do Enem está mantido, não temos tido nenhum tipo de intercorrência na realização do Enem”, disse.

A falência da gráfica que imprimia o Enem, mudanças no comando do Inep e vacância em cargos de diretorias importantes do órgão trouxeram tensão sobre a realização adequada do exame, que envolve grande complexidade.

“No mês que vem teremos o envio das provas para os locais de aplicação, queremos tranquilizar os alunos”, disse Lopes.

 

Folhapress

 

Faça o seu comentário

101 FM - Café da 101

Autópsia do multimilionário Jeffrey Epstein confirma suicídio por enforcamento

Publicado em: 16/08/2019

O resultado da autópsia do bilionário Jeffrey Epstein divulgado nesta sexta-feira, 16, aponta que ele suicidou-se com enforcamento, segundo afirmação da porta-voz da Secretaria do Médico Legista Chefe de Nova York.

“Nós enviaremos a determinação em breve. É suicídio por enforcamento”, informou à Agência Reuters a porta-voz da Secretaria.

Epstein foi encontrado morto em sua cela, no sábado, enquanto aguardava julgamento por acusações de tráfico sexual de menores. As circunstâncias da sua morte suscitaram diversas teorias de conspiração, por causa do seu círculo de relacionamentos com personalidades públicas importantes.

O próprio presidente dos EUA, Donald Trump, chegou a compartilhar uma publicação que sugeria que Epstein havia sido assassinado. O laudo para enforcamento confirma a hipótese de suicídio.

O bilionário, de 66 anos, estava preso no Centro Corretivo Metropolitano de Manhattan desde o dia 6 de julho, tendo negado as acusações federais de tráfico sexual envolvendo dezenas de menores de idade, algumas com 14 anos.

Ele já havia sido acusado de crimes sexuais em 2008 no Estado da Flórida, por pagar uma adolescente para ter relações.

 

Reuters

 

Faça o seu comentário

Drogaria Timoneiro

Festa Sou Salesiano tem Aduílio Mendes, ex-Mastruz com Leite e Magnificos, neste sábado, entre as atrações

Publicado em: 16/08/2019

O reencontro dos amigos, a saudade dos bons tempos de escola, em um evento repleto de nostalgia. A quarta edição do Sou Salesiano, a festa mais charmosa de Natal acontece neste sábado (17), a partir das 15h, no Salesiano São José, entre as atrações Aduílio Mendes, ex-vocalista das bandas Mastruz com Leite, Magníficos e Mel com Terra. Esse ano, o evento promove uma ação social junto ao Centro Educacional Dom Bosco, localizado no conjunto Gramoré, e que foi selecionado pelo Criança Esperança.

Para fazer o bem ao próximo com um gesto de solidariedade, levando amor e proporcionando bem-estar para crianças e adolescentes da instituição, alimentos não perecíveis foram arrecadados durante a semana no Salesiano São José. As doações realizadas serão encaminhadas para o CEDB, que desenvolve atividades socioeducativas para as comunidades na Zona Norte de Natal.

No palco da festa, a grande atração será o cantor Aduílio Mendes, ex-vocalista das bandas Mel com Terra, Mastruz com Leite e Magníficos, trazendo os grandes sucessos que tocaram nos corações de cada forrozeiro. Além dele, o cantor potiguar Pedro Luccas também vai chegar com um repertório eclético, do pop ao forró.

A festa terá também a banda Samba Preto no Branco, formada por jovens sambistas e que traz na bagagem um repertório com o autêntico samba brasileiro. Entre as apresentações, Paulo Maia, conhecido como DJ PL e que é ex-aluno do Salesiano, vai fazer uma viagem musical em um setlist com os sucessos de várias gerações.

Sobre o CEDB

O Centro Educacional Dom Bosco atende crianças e adolescentes de seis a 19 anos, em situação de vulnerabilidade social. O CEDB realiza ações nas áreas das artes, cultura, esporte, música, além de oferecer cursos de formação profissional voltados para os setores de panificação, auxiliar de cozinha, corte e costura, operador de caixa e informática, encaminhando para o mercado de trabalho.

A instituição fica localizada na Avenida Guaratinguetá, número 715, conjunto Gramoré, em Lagoa Azul. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h às 17h.

SERVIÇO:

Sou Salesiano 2019

Atrações: Aduílio Mendes, Samba Preto no Branco, Pedro Luccas e DJ PL.

Dia: 17 de agosto, às 15h

Local: Salesiano São José (Largo Dom Bosco, 335 – Ribeira)

 

Faça o seu comentário

Esporte Center & Casa do Vaqueiro

Bolsonaro diz que governos anteriores promoviam conteúdo LGBT para crianças

Publicado em: 16/08/2019

Jair Bolsonaro durante a posse do novo ministro da Educação, o economista Abraham Weintraub, no Pal.acio do Planalto. Brasilia, 09Abr2019.Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Jair Bolsonaro voltou a dizer hoje, durante cerimônia no Palácio do Planalto em homenagem ao Dia Internacional da Juventude, que os governos anteriores apresentavam temáticas LGBT para crianças a partir de cinco anos por meio de livros didáticos.

“Se fossem três, quatros anos atrás, em um evento como esse, talvez tivessem dois homens se beijando aqui na frente. Estimulando, desacreditando, desconstruindo a heteronormatividade, como está no Plano Nacional de Promoção e Cidadania LGBT.”

E concluiu: “Nada contra quem quer se feliz com um parceiro igual a si. Mas não podemos impor isso daí. Até nesse programa se falava em livros didáticos com essa temática para crianças a partir de cinco anos de idade. O que podemos esperar ao estimular jovens precocemente ao sexo? Já não basta crianças entre nove e 19 anos serem responsáveis por 1.700 partos por dia? Será que não basta isso? Não devemos combater isso daí? A intenção é estimular cada vez mais?”

 

O Antagonista

 

Faça o seu comentário

Grupo Araújo

Lei de abuso de autoridade poderá criminalizar de maneira subjetiva profissionais da segurança

Publicado em: 16/08/2019

                             Foto: Autor desconhecido/Tribuna do Norte

 

O SINPOL-RN vê com preocupação o Projeto de Lei 7596/17, que define crimes de abuso de autoridade, aprovado no Congresso Nacional, na quarta-feira, 14. Alguns dispositivos da matéria poderão criminalizar a atividade dos profissionais de segurança, de maneira a limitar ou inviabilizar ações policiais, haja vista que têm termos subjetivos.

De acordo com o presidente do SINPOL-RN, Nilton Arruda, o PL não traça completamente elementos objetivos e técnicos para impor uma possível punição ao agente público por descumprimento das regras estabelecidas.

“A lei impõe a possibilidade de pena de 6 meses a 2 anos de detenção para um policial que usar algema em um preso durante uma abordagem quando não houver resistência à prisão ou ameaça de fuga, por exemplo. No entanto, o fator ‘ameaça de fuga’ é bastante subjetivo, pois o agente público não tem como prever as intenções e desejos do criminoso, seja ele de extrema periculosidade ou não”, destaca Nilton Arruda.

Outro ponto da lei torna crime “estender injustificadamente a investigação, procrastinando-a em prejuízo do investigado ou fiscalizado”, com detenção 6 meses a 2 anos. “Essa é outra questão subjetiva. Uma investigação policial, por exemplo, tem muitos desdobramentos e o agente público muitas vezes precisa retardar ações para não prejudicar o conjunto dos trabalhos. Nesses casos, será o policial penalizado?”, contesta o presidente do SINPOL-RN.

Ele aponta ainda o artigo que poderá penalizar o juiz, com detenção de 1 a 4 anos, e multa, que: “decretar, em processo judicial, a indisponibilidade de ativos financeiros em quantia que extrapole exacerbadamente o valor estimado para a satisfação da dívida da parte e, ante demonstração, pela parte, da excessividade da medida, deixar de corrigi-la”.

Nilton Arruda comenta: “Atualmente, a solicitação de bloqueio de bens, principalmente originários do tráfico de drogas, exige um grande trabalho por parte dos policiais para provar a origem ilícita do patrimônio, tornando a investigação complexa objetivando o convencimento da autoridade judiciária. Com essa penalização em lei, haverá ainda mais insegurança por parte dos juízes e, consequentemente, mais difícil será combater os grandes traficantes e outros criminosos que fazem uso da lavagem de dinheiro”.

Outro destaque que preocupa o SINPOL-RN é o ponto que limita a mobilização de viaturas, efetivo e armamentos para execução de mandados de busca e apreensão e prisão. A nova lei diz que será punido o agente público que fizer uso de forma ostensiva e desproporcional. “Ou seja, mais uma vez trata-se de questão subjetiva, pois a proporcionalidade das forças de segurança é relativa de caso para caso e, muitas vezes, depende de vários fatores que não podem ser mensurados de maneira prévia. Qual a quantidade de viaturas necessárias para cumprir um mandado de prisão por Lei Maria da Penha em uma área completamente dominada por traficantes, por exemplo?”.

Nilton Arruda finaliza: “Saímos de governos anteriores que nada ou pouco fizeram pela Segurança Pública e entramos em um governo que, além de acabar com a aposentadoria dos policiais, agora caminha para restringir a nossa atividade. Impedir o abuso de autoridade é um exercício digno da democracia, no entanto, esta lei é para trazer insegurança jurídica e caos para a Segurança Pública, punindo o profissional de forma mais severa que o bandido comum ou político corrupto. O que se quer é que a polícia prenda apenas ladrão de galinha, e desde que o mesmo esteja no meio da rua e com a galinha na mão”.

 

Faça o seu comentário

Montoril Vídeo - Promoção

Delegados da PF reagem a interferências políticas do presidente

Publicado em: 16/08/2019

Entidades de classe que representam os delegados de Polícia Federal veem com preocupação as recentes declarações do presidente da República, de que quem determina as nomeações na instituição é ele, e temem que interferências políticas atrapalhem o trabalho policial de excelência que vem sendo desenvolvido na instituição durante décadas. “A Polícia Federal não é um órgão que fica à disposição da agenda de interessses do governante do momento”, define a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Estado de São Paulo (SINDPF-SP), Tania Prado.

Na avaliação dos profissionais, as falas do presidente indicam uma forte ingerência na instituição e reforçam a necessidade urgente de dar autonomia constitucional para que a Polícia Federal fique livre de ingerências políticas. “É preciso garantir na Constituição a autonomia da PF. Uma proposta de emenda tramita há 10 anos e ainda não avançou. É uma questão urgente, pois está evidente que a cada governo que passa, os políticos irão buscar formas de tomar a instituição, aparelhando-a, conforme seus interesses, o que é o mesmo que implodir o órgão”, afirma Tania.

A preocupação dos delegados é que os recentes atos do presidente, como o contingenciamento de verbas que suspendeu treinamento continuado dos policiais e está afetando as operações com as restrições de viagem em alguns estados, inviabilizem investigações importantes. “Não é aceitável que um presidente se comporte dessa forma com a Polícia Federal, atropelando decisões que cabem ao diretor-geral e passando por cima até mesmo do ministro Sergio Moro, conforme sua agenda de interesses”, afirma Tania.

Depois de anunciar nesta quinta-feira (15/08) que exoneraria o superintendente da PF no Rio de Janeiro, o presidente informou nesta sexta-feira (16/08) que escolheria o substituto para o cargo no Rio de Janeiro e que quem manda na instituição é ele.

 

Faça o seu comentário

Arena Estação Fut7

Bolsonaro diz que não fará demarcação de terras indígenas

Publicado em: 16/08/2019

                  FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

 

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (16) que países que investem recursos no país para programas de preservação ambiental estão “comprando à prestação o Brasil”. Ele criticou a Noruega que, assim como a Alemanha, decidiu suspender seus repasses para o Fundo Amazônia.

“O pessoal está comprando à prestação o Brasil. A compra no passado era também demarcando terras, o Brasil só fazia acordos lá fora em troca de abrir mão de sua soberania, demarcando terras indígenas, ampliando parques”, disse, dando como exemplo o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, ampliado em 2017 no governo do então presidente Michel Temer.

Para o presidente, as reservas atrapalham o desenvolvimento do país. “Não pode continuar assim, [em] 61% do Brasil não pode fazer nada. Tem locais que, para produzir, você não vai produzir, porque não pode ir num linha reta para exportar ou para vender, tem que fazer uma curva enorme para desviar de um quilombola, uma terra indígena, uma área proteção ambiental. Estão acabando com o Brasil”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira.

Bolsonaro ressaltou ainda que não fará demarcação de terras indígenas durante seu governo. “Enquanto eu for presidente não tem demarcação de terra indígena”, disse. “Eles têm 14% do território nacional. Imagine Região Sudeste, uma área maior que essa já é terra indígena, não é área suficiente? Ontem [15], eu estive de novo com um grupo de indígenas e eles querem liberdade para trabalhar na sua área, não querem viver como em um confinamento, como seres pré-históricos”, acrescentou o presidente.

 

Agência Brasil

 

Faça o seu comentário

Óticas Diniz

FOTO: Em encontro com Paulinho, ministro Mandetta confirma apoio à construção de hospital em São Gonçalo

Publicado em: 16/08/2019

                                            Foto: Divulgação

 

Em visita ao Rio Grande do Norte, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, esteve reunido com prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio, Paulinho, e o deputado federal João Maia, na manhã desta sexta-feira (15), em Natal.

Na ocasião, Mandetta confirmou apoio à construção do hospital geral em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, como também à liberação de uma emenda parlamentar da senadora Zenaide Maia no valor de R$ 663 mil para construção de uma unidade de saúde na comunidade Olho D’Água do Carrilho.

 

Faça o seu comentário

Budega do Chocolate

“Vestibular” da UFRN abre inscrições a partir de segunda-feira para 448 vagas residuais

Publicado em: 16/08/2019

             

                             Foto: via site da UFRN

 

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abriu Processo Seletivo para Reocupação de Vagas Residuais para ingresso nos cursos de graduação da instituição de ensino. Ao todo, serão oferecidas 448 vagas, distribuídas nos campi de Natal, Caicó, Currais Novos, Macaíba e Santa Cruz.

Podem candidatar-se às vagas quem possui vínculo ativo em cursos de graduação, candidatos portadores de diploma e ex-alunos de graduação da UFRN. As inscrições devem ser realizadas pela internet, a partir das 8h de segunda-feira(19) até às 23h59 do dia 9 de setembro. O processo seletivo será composto por prova escrita objetiva de Língua Portuguesa e Matemática, redação e prova de títulos.

As vagas residuais são geradas por cancelamentos de curso, conforme o Regulamento dos Cursos Regulares de Graduação da UFRN.

Confira o edital no site da Comperve: 

 http://comperve.ufrn.br/conteudo/extravestibular/vagasresiduais202001/edital.php.

 

Com informações da UFRN

 

Faça o seu comentário

Belo Lar - Móveis e Eletros

VÍDEO: “Faz muito bem essa decisão de acabar com esse vergonhoso sorvedouro de dinheiro dos cidadãos”, diz Boris Casoy, sobre retirada de radares móveis

Publicado em: 16/08/2019

                                  Foto: Reprodução/RedeTV

 

Um decreto assinado nessa quinta-feira (15) pelo presidente Jair Bolsonaro suspende o uso de radares móveis usados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em todo o país. A decisão vale até que seja concluída uma revisão das normas pelo Ministério da Infraestrutura. A PRF confirmou que todos os equipamentos serão recolhidos imediatamente. São três tipos desse tipo de radar: o estático, que fica sobre um suporte. Móvel, que é usado de uma viatura em movimento, e o portátil. Os fixos continuam multando e, nos próximos meses, 1.140 novos pardais devem ser instalados em todo país por causa de um acordo da União com o Ministério Público Federal. O presidente ainda tenta cancelar uma licitação para compra de outros 8 mil equipamentos.

“Atenção: são só os radares móveis e das estradas federais, das estaduais não. Os radares fixos continuam funcionando. Esses móveis são uteis,claro, punindo quem abusa da velocidade. Mas já há muitos anos tem servido também para alimentar uma indústria de multas. Apesar das denúncias, nenhum governo conseguiu acabar com essa violência contra os motoristas. Radares e guardas se escondem em moitas nas estradas e ai de quem não chega a um acordo. O presidente Bolsonaro faz muito bem em tomar essa decisão de acabar com esse vergonhoso sorvedouro de dinheiro dos cidadãos”, afirmou Boris Casoy no RedeTV News dessa quinta-feira (15).

 

Faça o seu comentário

Contra dengue

Especialistas e pais comentam aspectos da alienação parental na Assembleia

Publicado em: 16/08/2019

                                         Foto: João Gilberto/ALRN

 

A relação entre pais e filhos – vítimas da alienação parental – gerou pronunciamentos que revelam um desafio para a sociedade: como conviver com a alienação parental. O tema da campanha institucional da Assembleia Legislativa levou centenas de pessoas ao debate nesta sexta (16).

Um deles foi o arquiteto Henrique Xavier que – em um discurso emocionado sobre a experiência de alienação parental. Representando os que passam pela questão da alienação parental, o pai contou que é divorciado há 8 anos e a pelo menos 7 anos é proibido pela ex-esposa de visitar o filho. “Tive meu direito de visita dado pela justiça, mas minha ex-cônjuge vem descumprindo desde então. Perdi de acompanhar a infância do meu filho por causa de processos que se arrastam e não são julgados, isso é lamentável”, desabafou.

Henrique explicou que à época do divórcio a criança tinha 4 anos e agora está com 12 e, na presença de todos os ouvintes da audiência pública, afirmou que a criança tem trauma do assunto pai. “Ele me ama, mas segue as diretrizes de quem tem a guarda”. Seguiu fazendo um alerta às pessoas que hoje passam por uma situação semelhante, de que os pais devem ter maturidade suficiente para saber ‘aparar as arestas’ das incompatibilidades, já que elas podem existir e são comuns entre pessoas que começam a conviver e viram pais de uma criança. “Mas, é preciso entender que a criança é a pessoa nesse meio mais importante que devemos preservar”, destacou.

Proposta pelo presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB), a audiência contou com à participação de membros do judiciário, executivo e associações que atuam no tema.

Edu Ferret, do Instituto Conviver, destacou as questões emocionais. “Toda vez que uma criança passa por uma condição desnecessária de escolher a quem amar, e me refiro a pessoas do convívio dela, da sua família, do seu meio, mesmo que veladamente, o mundo de alguma forma perde um grande potencial dessa criança fazer algo positivo. Eu digo isso não só para ela, mas para a humanidade. Falo isso por muitos que estão presentes aqui, que acreditam que uma única pessoa consiga fazer a diferença na vida de muitos. Quando nos engajamos em algo, é porque sabemos que aquilo que é importante para mim pode ser passado para outros”.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) enquadra os efeitos da alienação como doenças. Entre eles a depressão, automutilação e até o extremo do suicídio.

A psicóloga Kátia Bezerra também quis contribuir com o debate. “Gostaria de dar contribuições, já que tenho experiência como mediadora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) e como psicologia clínica. Um aspecto importante a ser destacado aqui é a capacitação dos profissionais, da saúde, psicólogos, das escolas. As pessoas não sabem do que se trata a alienação parental. Elas recebem e compram a ideia do conflito como algo principal e em vez de alimentarmos uma cultura de paz, acabamos estimulando, mesmo sem querer. O conhecimento nos dá a oportunidade de fazermos algo diferente. Precisamos refletir sobre uma construção de uma cultura de paz”, indicou. A participante mencionou também um projeto de inciativa do Cejusc no Tribunal de Justiça, o “Entre pais”. Segundo ela, é um espaço exclusivamente para pais. O pai vai no site do Tribunal de Justiça, se inscreve e participa de encontros da equipe com outros pais. As inscrições vão abrir no final de setembro.

O legislativo municipal também participou da audiência que contou com à participação do presidente Paulinho Freire (?) e do vereador Robson Carvalho (?). Paulinho ressaltou a importância do tema e colocou a Câmara à disposição para exibir o material de conscientização. O vereador Robson afirmou que a demanda em seu gabinete sobre o tema o fez elaborar uma lei que capacita profissionais de educação e saúde.

Os questionamentos jurídicos sobre guarda compartilhada, tramitação dos processos e resultados na sociedade também foram compartilhados por servidores do judiciário. A psicóloga Gizana Clara abordou o aspecto das vias judiciais relacionadas ao tema da alienação parental, já que a justiça em alguns casos é ferramenta de alienação por parte das famílias, seja pela Lei Maria da Penha, pela aplicação de medida protetiva, de suspeita de abuso, por isso ela questionou o que pode ser feito para amenizar esses danos.

A perita judicial Danuza Bezerra mencionou o quanto o tema abordado é oportuno e optou por frisar o aspecto que ela chamou de autoalienação e que também considera muito importante ser falado. Trata-se do fato de alguém que se nega a cuidar e delega a tarefa a uma outra pessoa, alienando a criança ou adolescente para que ela se sinta melhor cuidada pelo outro. A participante também pediu que a voz da vítima fosse ouvida. “Pensem uma forma de ouvir a criança e o adolescente. É possível. Eles não sabem como usar esse direito. Se os pais não brigarem por isso em juízo, eles nãos sabem como chegar às autoridades sozinhos”, disse. Já no tocante à escola, a perita observou que a instituição tanto pode dar uma grande contribuição em relação a perceber a alienação, quanto pode ser agente fortalecedor da alienação. Então contou um caso específico onde a escola, no dia dos pais, proporcionou uma carta com muitos elogios ao genitor. Ele, por sua vez, usou essa carta favorável no processo em que era parte.

O último a falar, em um discurso emocionado sobre a experiência dele envolvido em uma situação de alienação parental, foi o arquiteto Henrique Xavier. Representando todos os familiares que passam pelo problema da alienação parental, ele contou que é divorciado há 8 anos e a pelo menos 7 anos é proibido pela ex-esposa de visitar o filho. “Tive meu direito de visita dado pela justiça, mas minha ex-cônjuge vem descumprindo desde então. Perdi de acompanhar a infância do meu filho por causa de processos que se arrastam e não são julgados, isso é lamentável”, desabafou.

O pai explicou que à época do divórcio a criança se encontrava com 4 anos de idade e agora está com 12 anos e, na presença de todos os ouvintes da audiência pública, afirmou que a criança hoje tem trauma do assunto pai. “Ele me ama, mas segue as diretrizes de quem tem a guarda”. Seguiu fazendo um alerta às pessoas que hoje passam por uma situação semelhante, de que os pais devem ter maturidade suficiente para saber ‘aparar as arestas’ das incompatibilidades, já que elas podem existir e são comuns entre pessoas que começam a conviver e viram pais de uma criança. “Mas, é preciso entender que a criança é a pessoa nesse meio mais importante que devemos preservar”, destacou.

 

Faça o seu comentário

ELISA MAGAZINE

Quadrilha é presa em PE com carga de produtos eletrônicos roubada no RN; caminhão transportava TVs, celulares, videogames e mais

Publicado em: 16/08/2019

                                 Foto: Klênyo Galvão/Inter TV Cabugi

 

O portal G1-RN destaca nesta sexta-feira(16) que quatro homens suspeitos de terem roubado uma carga de produtos eletrônicos foram presos na noite dessa quinta-feira (15) em Itapissuma, na região Metropolitana do Recife. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a mercadoria estava sendo transportada em um caminhão-baú, que foi interceptado pela quadrilha quando passava pela BR-304, no município de Caiçara do Rio do Vento, na região Central potiguar. O caminhão transportava TVs, celulares, videogames e brinquedos, e foi trancado por três carros na altura do km 222. Veja todas as informações em texto na íntegra aqui.

 

Faça o seu comentário

Montoril Vídeo - Promoção

Cidade santuário e sucesso do turismo-religioso: Santa Cruz sediará encontro nacional da Pastoral do Turismo

Publicado em: 16/08/2019

Santuário de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz (Foto: José Bezerra)

 

O município de Santa Cruz será a sede do 7º Encontro Nacional da Pastoral do Turismo, entre os dias 21 e 24 de agosto de 2020. Essa escolha foi deliberada em reunião da PASTUR Brasil, nessa quinta-feira (15), em Salvador (BA), onde acontece o 2º Congresso Latino Americano da Pastoral do Turismo.

O padre Vicente Fernandes, que é pároco da Paróquia de Santa Rita de Cássia, e acumula também a função de Reitor do Santuário da maior estátua católica do mundo, comemorou o acolhimento da proposta dentro da PASTUR Nacional. Ele participa do encontro, nesta semana, na capital baiana. “Este será o primeiro evento nacional que a paróquia recebe em sua história, coroando o título de cidade santuário e o sucesso do turismo-religioso”, disse o pároco.

 

As informações são da Arquidiocese de Natal

 

Faça o seu comentário

LUCILA Casa & Construção