Bancada do PP na Câmara anuncia desembarque da base aliada do governo

Publicado em: 12/04/2016

12abr2016---deputados-do-pp-se-reunem-na-camara-para-decidir-posicao-sobre-o-impeachment-da-presidente-dilma-rousseff-1460491802688_615x300

Os deputados que compõem a bancada do PP na Câmara anunciaram na tarde desta terça-feira (12) o desembarque do partido da base aliada do governo federal. O anúncio foi feito menos de 24 horas depois da aprovação de parecer a favor da abertura do processo de impeachment contra a presidente.

Após a saída do PMDB do governo de Dilma Rousseff, o PP se tornou o aliado com a maior bancada na Câmara, com 47 representantes, a quarta maior da Casa. Ocupando atualmente o Ministério da Integração Nacional (Gilberto Occhi), o partido vem sendo cortejado por Dilma com a oferta de mais espaço no governo em troca de apoio contra o afastamento da presidente.

O governo chegou a oferecer ao PP o Ministério da Saúde, que tem o maior orçamento da União, e a presidência da Caixa Econômica Federal, em uma tentativa de garantir votos contra o impedimento na votação no plenário da Câmara do pedido de abertura do processo.

DO BLOG: Com o rompimento, deputado Beto Rosado acompanha o partido e vota a favor do impeachment.

Apesar da investida do governo, o PP está dividido. Na votação na comissão especial do impeachment, três membros –Paulo Maluf (SP), Júlio Lopes (RJ) e Jerônimo Goergen (RS)– votaram a favor do afastamento e dois –Aguinaldo Ribeiro (BA), líder do partido na Câmara, e Roberto Britto (BA)– foram contrários.

No último fim de semana, diversos diretórios estaduais anunciaram apoio ao impedimento de Dilma, entre eles o de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

     comissao-do-impeachment-1460421269185_600x1454

 

 

 

 




Faça o seu comentário