Polícia apreende de novo terceiro suspeito de participar de ataques a tiros em Suzano

Publicado em: 19/03/2019

                             Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

 

Apontado como suspeito do ataque a tiros em uma escola de Suzano , na Grande São Paulo, um adolescente de 17 anos foi apreendido pela polícia na manhã desta terça-feira. Ele deverá ser levado para o fórum da cidade, onde a juíza da Vara da Infância e Juventude decide se ele deve ser internado em uma unidade da Fundação Casa ou se será solto de novo.

O garoto já havia se apresentado à Justiça na sexta-feira passada. Na ocasião, no entanto, o promotor Rafael Ribeiro do Val entendeu que a polícia não tinha conseguido juntar elementos suficientes para provar a participação do adolescente no planejamento do crime. Ele pediu mais informações para os investigadores e liberou o jovem .

Desta vez, porém, os policiais que estão à frente do caso acreditam que conseguiram juntar mais provas. Desde sexta-feira, foram ouvidos novos depoimentos e analisadas conversas de celulares entre o adolescente e os outros dois responsáveis pelo homicídio em massa: Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos.

O adolescente foi colega de classe de Gustavo no ano passado. Além disso, um dos 11 celulares apreendidos como sendo de Guilherme, na verdade, pertence ao terceiro suspeito. O dono de um estacionamento de Suzano, onde os assassinos costumavam guardar o carro, afirmou à polícia que viu o garoto por lá.

Na manhã da última quarta-feira, Gulherme e Luiz Henrique mataram a tiros o tio de Guilherme em uma concessionária de carros de Suzano. Na sequência, foram até a escola estadual Raul Brasil, onde mataram cinco estudantes e dois funcionários. Ao notar a chegada da polícia, Gulherme matou o comparsa e se suicidou.

 

O Globo

 




Faça o seu comentário