Candidatos bolsonaristas terão de passar por curso: “vamos primar pela qualidade e não quantidade”

Publicado em: 08/01/2020

 

Jair Bolsonaro vai apoiar poucos candidatos em 2020. Sua advogada, Karina Kufa, disse para O Globo:

“Na Aliança teremos um filtro para evitar que pessoas não alinhadas saiam candidatos. Vamos primar pela qualidade e não quantidade.”

O objetivo, segundo a reportagem, é “evitar que se repita o que houve nas eleições do ano passado, quando vários candidatos a deputado e senador se elegeram sob o manto do bolsonarismo pelo PSL, mas romperam com o presidente no racha da legenda comandada pelo deputado Luciano Bivar”.

Karina Kufa disse também que o partido terá cursos para candidatos nas eleições de 2022, que deverão cumprir uma frequência mínima obrigatória.

 

O Antagonista, com O Globo

 




Faça o seu comentário