ABIH-RN registra previsão de 85% de ocupação para o feriadão

Publicado em: 09/10/2020

                                                      Foto: divulgação

 

Com a abertura considerável da maior parte dos estabelecimentos hoteleiros e turísticos no Rio Grande do Norte, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN) realizou um levantamento com seus associados para prever o nível de ocupação durante o feriado de 12 de outubro, e constatou uma média de 85% dos leitos ocupados para esse período entre os destinos mais procurados como Natal e Pipa/Tibau do Sul.

Esse feriado é o segundo após a reabertura da maioria dos hotéis, que já chega a mais 90% do total. Um fator interessante que se observou é a grande procura por parte do turismo regional e local. Com as linhas aéreas ainda em retomada lenta de suas malhas habituais, os turistas aproveitam as curtas distâncias do nordeste e o acesso rodoviário para investir em tempo de lazer pela própria região.

“Em feriados como esses, que casam com o final de semana, a expectativa de ocupação é sempre boa tendo em vista que contamos bastante com o turismo regional. Entretanto, desde a pandemia, tem-se concentrado essas ocupações muito mais nos destinos de Pipa/Tibau do Sul e São Miguel do Gostoso, ambos locais que possuem menos ofertas de leitos do que Natal, por exemplo, e se concentrando principalmente nos finais de semana, durante os dias úteis a ocupação tem sido um tanto quanto vazia. Na capital a situação é ainda mais difícil, pois a quantidade de leitos é muito grande para a quantidade de turistas que chegam à cidade. É preciso que voltemos com os voos regulares, estamos vislumbrando uma grande ação da CVC para fretamento, mas até lá vamos conviver com um cenário de ocupação aceitável em ocasiões especiais como feriados prolongados, e uma grande baixa durante a semana.”, comentou o presidente da ABIH-RN, José Odécio Jr.

Vale ressaltar que ano passado, a ocupação nesse mesmo período foi registrada em 88,6% em Natal, e 77,9% em Pipa/Tibau do Sul.

 




Faça o seu comentário