Companhias planejam investir mais de US$ 200 milhões nos próximos anos nos campos de petróleo do RN

Publicado em: 25/08/2020

                                               Foto: Bruna Justa

 

Além dos investimentos já realizados, empresas que adquiriram campos da Petrobras no RN também planejam mais aportes financeiros no setor. A 3R Petroleum, que adquiriu os ativos do polo Macau, anunciou que planeja investir ao longo do ciclo de vida do conjunto de campos cerca de US$ 200 milhões, com uma janela de cinco anos para começar investimentos mais substanciais nessa área.

Em julho , também foram concluídos os repasses de campos na bacia Potiguar para outras companhias independentes: a Central Resources, que comprou os campos de Redonda e Ponta do Mel com transações envolvendo US$ 7,2 milhões, e a Ouro Preto Óleo e Gás, que adquiriu a totalidade das participações nos campos de Pescada, Arabaiana e Dentão, situados em águas rasas, por US$1,5 milhão.  Outras operadoras também integram esse rol de companhias que apostam na atividade no estado. É o caso da Phoenix, Imetame, Geopark, Sonangol, Partex e Ubuntu. 

Toda essa série de investimentos indica o potencial existente nesse mercado, que foi deixado de lado pela Petrobras, ao implementar o plano de ação de desinvestimentos, conhecido como Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (Reate 2020), e que abre um leque de possibilidades de novos negócios no Rio Grande do Norte e nos demais estados que têm atividades onshore.  

 

*Com informações da Agência Sebrae-RN 

 




Faça o seu comentário