MP suspeita de favorecimento e abre investigação sobre licitação do Estado de R$ 37 milhões para contratar OS para hospital de campanha na Arena das Dunas

Publicado em: 03/04/2020

                                         Foto: Demis Roussos

 

Promotores do Público do Ministério Público do Rio Grande do Norte abriram processo em que vão verificar a legalidade da licitação anunciada nesta quinta-feira (2) pelo Governo do RN para a gestão de um hospital de campanha na Arena das Dunas.

As informações foram apuradas pelo Blog do Dina com fontes com acesso ao caso

O órgão executivo estadual pretende contratar por R$ 37,1 milhões uma organização social na área de saúde para cuidar do equipamento, com vistas ao combate à pandemia de covid19.

Os promotores do patrimônio público, no entanto, enxergam característica de favorecimento no edital.

Isso porque eles consideram ser muito pouco o tempo entre a publicação do edital, nesta quinta-feira (2), e prazo para apresentação de propostas de preço, nesta sexta-feira (3).

Para a promotoria, as OS que tenham interesse na matéria teriam dificuldades em apresentar uma proposta que considere todas as exigências do edital.

Chama também a atenção do promotores a falta de publicidade em torno das razões técnicas, ou seja, que a Secretaria Estadual de Saúde não justificou a viabilidade técnica de um hospital de campanha, tampouco explicou por que não se amplia a rede existente.

Em passado recente, o Ministério Público do RN desbaratou esquema que envolvia OS, no que ficou conhecido como Operação Assepsia.

 

Informação do blog do jornalista Dinarte Assunção

 

Faça o seu comentário

Esporte Center & Casa do Vaqueiro

Coronavírus: 8.065 casos confirmados e 326 mortes no Brasil

Publicado em: 03/04/2020

                                  Foto: Fotoarena / Agência O Globo

 

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 20h50 desta quinta-feira (2), 8.065 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 326 mortes pela Covid-19.

 

G1

 

Faça o seu comentário

Rádio 89 FM - João Câmara

Auxílio emergencial é publicado no Diário Oficial da União e governo abre crédito de R$ 98 bi

Publicado em: 03/04/2020

                                              Foto: Marcos Corrêa/PR

 

Foi publicada, em edição extra do Diário Oficial da União, na noite desta quinta-feira (2), a lei que prevê o pagamento de uma renda básica emergencial no valor R$ 600 a trabalhadores informais, autônomos e sem renda fixa, durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. O texto foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro com três vetos, mas nenhum altera o valor ou os critérios para participação no programa.

Também foi publicada no Diário Oficial a medida provisória (MP) que abre um crédito extraordinário de R$ 98,2 bilhões para financiar o programa. Os recursos serão repassados ao Ministério da Cidadania, responsável pela implementação da medida. A expectativa do governo é que o auxílio emergencial atenda a cerca de 54 milhões de pessoas.

O pagamento do benefício será feito ao longo de três meses (três parcelas), com operacionalização final pelas redes dos bancos públicos federais: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil (BB), Banco da Amazônia (Basa) e Banco do Nordeste (BNB), além de casas lotéricas, após o cruzamento de dados para definir quem tem direito ao benefício. O recebimento do auxílio emergencial está limitado a dois membros da mesma família. Pelas regras em vigor da nova lei, terão direito a receber a renda básica as pessoas que atendam, de forma conjunta, aos seguintes critérios:

– Ser maior de 18 anos de idade;

– Não ter emprego formal ativo;

– Não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, de seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;

– Ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;

– Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Além disso, o beneficiário tem que se encaixar em um dos três perfis:

– Ser microempreendedor individual (MEI);

– Ser contribuinte individual do INSS (Instututo Nacional do Seguro Social);

– Ser trabalhador informal, autônomo ou desempregado, de qualquer natureza, inclusive o intermitente inativo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) até 20 de março de 2020 ou que cumpra, nos termos de autodeclaração, o requisito de renda mensal per capita de até meio salários míimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O auxílio emergencial, segundo a lei, vai substituir o benefício do Bolsa Família nas situações em que for mais vantajoso, de forma automática. A mulher provedora em uma família monoparental, ou seja, sem a presença de um pai, receberá duas cotas do auxílio de R$ 600.

Vetos

O presidente Jair Bolsonaro decidiu vetar três pontos da proposta. Um deles permitia o cancelamento do auxílio antes do prazo de três meses para quem deixasse de atender aos pré-requisitos. Para o governo, tal medida contraria o interesse público e geraria o trabalho inviável de conferir, mês a mês, cada benefício pago.

Também foi vetada uma restrição às contas bancárias que serão criadas para o recebimento do auxílio. Elas só poderiam ser usadas para o depósito de benefícios sociais. O Executivo entendeu que essa regra limitaria a liberdade dos beneficiários.

Um terceiro veto diz respeito à ampliação do Benefício de Prestação Continuada (BPC), cujo critério de renda passaria para 50% do salário mínimo – uma expansão da base de aferição. A equipe econômica manifestou preocupação com o impacto nas contas públicas. Essa expansão, porém, já está programada para 2020, de acordo com a Lei 13.981.

 

Agência Brasil – *Com informações da Agência Senado

 

Faça o seu comentário

Grupo Araújo

Ministério da Saúde descobre que coronavirus chegou ao Brasil em Janeiro

Publicado em: 02/04/2020

O Brasil registrou o primeiro caso de Covid-19 no fim de janeiro. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Saúde, houve uma hospitalização em razão da doença na quarta semana do ano. Até então, o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, que já matou 299 pessoas, tinha sido confirmado no fim de fevereiro.

O Ministério da Saúde explicou que está fazendo uma investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Nesse processo, foi encontrado um caso de janeiro.

 

O Globo

 

Faça o seu comentário

Adriano Móveis

Acidente de trabalho deixa dois mortos em Parelhas

Publicado em: 02/04/2020

Um grave acidente matou dois trabalhadores de uma obra no Centro de Parelhas nesta quinta-feira (02). O fato foi registrado na rua Professor Aprígio. Segundo informações de testemunhas, os mortos foram José Gean Carlos da Silva Santos, de 31 anos, e Lucas Azevedo Nascimento, de 21 anos.  Os dois trabalhavam na obra quando uma parede desmoronou sobre eles.

Equipes da Polícia Militar, SAMU, Corpo de Bombeiro e ITEP foram acionadas para a ocorrência. Gean morreu no local, enquanto Lucas chegou a ser socorrido ao hospital local. Ele também não resistiu aos ferimentos.

 

Faça o seu comentário

Donabela Bijoux

Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

Publicado em: 02/04/2020

O balanço mais recente do Ministério da Saúde aponta nesta quinta-feira (2):

299 mortes

7.910 casos confirmados

3,8% é a taxa de letalidade

O estado de São Paulo tem 3.506 casos confirmados e 188 mortes.

Na quarta-feira (1), o país tinha 6.836 casos confirmados e 241 mortes. Foram 58 novas mortes de ontem para hoje.

Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus ...

 

Faça o seu comentário

JP Gás - João Câmara

Depois de dias internado com coronavírus, vereador Raniere Barbosa diz que viu a morte de perto

Publicado em: 02/04/2020

Do vereador de Natal, Raniere Barbosa, já fora da UTI, agradecendo as mensagens de otimosmo e comentando que chegou no hospital com 80% dos pulmões comprometidos e que viu a morte de perto.

 

Faça o seu comentário

Óticas Diniz

João Câmara: Quinta Gigante Na Pizzaria Novo Tempo "SÓ DELIVERY" FICA EM CASA!

Publicado em: 02/04/2020

QUINTA GIGANTE!!! na Pizzaria Novo Tempo em João Câmara. "SÓ DELIVERY" #FICA EM CASA.

Fones: (84) 3262-4041 ou 99108-7191

 

Faça o seu comentário

PIZZARIA NOVO TEMPO

João Câmara: Prefeitura determina que as costureiras da associação de Morada Nova confeccionem máscaras para entrega a grupos de riscos

Publicado em: 02/04/2020

wwA prefeitura Municipal de João Câmara, autorizou que as costureiras da Associação de Morada Nova realize a confecção de Máscaras de proteção de acordo com as orientações do Ministério da Saúde.

As Máscaras confeccionadas serão distribuídas de forma gratuita a todos os integrantes dos grupos de risco do Novo Coronavírus.

 

Faça o seu comentário

LEGAL LED

Após internação e quadro grave do coronavírus, vereador Raniere Barbosa recebe alta

Publicado em: 02/04/2020

Após diagnóstico de Covid-19 e internação desde a última semana, o vereador de Natal, Raniere Barbosa, recebeu alta na manhã desta quinta-feira(2).

Segundo a assessoria do vereador, os sintomas mais relevantes não mais se apresentam. O parlamentar foi internado com febre e falta de ar, e teve diagnosticado mais de 70% do comprometimento da atividade de seus pulmões, necessitando de ventilação mecânica. O problema grave foi superado pelas medidas terapêuticas.

Após o aval médico, Raniere Barbosa permanecerá em casa, sob regime de isolamento.

 

Faça o seu comentário

NOVO TEMPO PIZZARIA E SORVETERIA

Coronavírus mata líder do ramo da construção civil no Ceará

Publicado em: 02/04/2020

Morre em Fortaleza um dos principais líderes do ramo da construção civil no estado do Ceará.

O empresário João Fujita, 84, conhecido por “Capitão Fujita”. estava internado há dias em UTI, sob suspeita do coronavírus.

Ele fundou a associação das empresas da construção no Estado e ajudou na criação da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC).

 

Faça o seu comentário

Farmácia Paz

Governo libera suspensão de contratos e redução de salários

Publicado em: 02/04/2020

Sem medidas do governo, estimativa é de que as demissões poderiam atingir até 12 milhões de trabalhadores

O governo calcula que 24,5 milhões de trabalhadores com carteira assinada receberão o benefício emergencial para manutenção do emprego. Isso significa que eles serão afetados por medidas de redução de jornada e salários ou suspensão de contratos. Por outro lado, a equipe econômica estima que o programa salvará 8,5 milhões de postos de trabalho ao dar alívio momentâneo às empresas.

Num cenário sem as medidas, o governo estima que as demissões poderiam atingir até 12 milhões de trabalhadores. Com o programa emergencial, as dispensas devem ser menores. Ainda assim, 3,2 milhões de trabalhadores devem perder o emprego — eles receberão todos os benefícios já existentes hoje, como seguro-desemprego e multa de 40% sobre o saldo do FGTS.

O Programa Emergencial de Manutenção do Emprego anunciado na quarta-feira, 1, pelo governo, que será criado por medida provisória, permitirá a redução de jornada e salário em 25%, 50% e até 70%, como antecipou o Estadão/Broadcast, por até três meses por meio de acordos individuais, entre empregador e empregado, ou coletivos. A medida também permite a suspensão dos contratos por até dois meses.

O empregado terá estabilidade no emprego por um período igual ao da redução de jornada ou suspensão de contrato.

"Queremos manter empregos e trazer tranquilidade para as pessoas. Criamos um benefício que protege o empregado e também as empresas", disse o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco.

Segundo Bianco, os acordos para redução de jornada ou suspensão de contrato poderão ser individuais nos casos de trabalhadores com remuneração de até três salários mínimos (R$ 3.135), uma vez que nesses casos "haverá pouca redução salarial".

Empregados que ganham acima disso, mas abaixo de duas vezes o teto do INSS (R$ 12.202,12), só poderão ter redução de jornada acima de 25% ou suspensão de contrato por meio de acordo coletivo. Quem ganha acima dos R$ 12,2 mil é considerado hipersuficiente segundo a última reforma trabalhista e poderá negociar individualmente com o patrão.

O governo pagará uma parte do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito se fosse demitido. Na redução da jornada, o porcentual será equivalente à redução da jornada (25%, 50% ou 70%).

Se a empresa e o trabalhador optarem por um corte menor que 25%, o empregado não receberá o benefício emergencial. Acima de 25% e abaixo de 50%, o valor será de 25% do seguro-desemprego. Com redução acima de 50% e abaixo de 70%, a parcela será de 50%. Na suspensão do contrato, o governo vai pagar 100% do seguro-desemprego que seria devido nos casos de empregados de empresas do Simples Nacional (receita bruta até R$ 4,8 milhões).

por Agência Estado - Economia

Faça o seu comentário

Open Master - Agência de Desenvolvimento Web

Polícia Militar frustra roubo a agência bancária no interior do RN

Publicado em: 02/04/2020

                                                Foto: Divulgação

 

Na madrugada desta quinta-feira (02), policiais militares do 8° Batalhão de Polícia Militar frustraram uma ação criminosa contra uma agência bancária no Município de Santo Antônio, Região Agreste do Estado.

De acordo com informações dos policiais, os militares foram acionados após a Central de Monitoramento da agência bancária detectar a tentativa de criminosos em invadir o estabelecimento.

Imediatamente, os policiais se deslocaram até a agência alvo dos criminosos e efetuaram a verificação no interior do estabelecimento bancário, com o acompanhamento do gerente responsável.

No local, foi constatado o arrombamento na retaguarda da edificação e a danificação da parte elétrica da agência bancária.

Contudo, graças a ação rápida da Polícia Militar, os criminosos não conseguiram subtrair qualquer objeto ou valores do estabelecimento bancário.

 

Faça o seu comentário

Drogaria Bom Viver

Governo estuda isentar famílias carentes da conta de luz durante pandemia

Publicado em: 02/04/2020

A proposta que está sendo analisada pelo governo federal visa a não cobrar a energia consumida por famílias que tem gasto de até 220 kW por mês e hoje pagam a ‘tarifa social’. Técnicos buscam uma fonte de custeio que não encareça a energia para os demais consumidores.

 

Faça o seu comentário

Rádio 89 FM - João Câmara

Nota conjunta do Governo do RN, Sesed e PRF esclarece estabelecimentos comerciais essenciais no suporte à atividade de transporte de cargas e passageiros

Publicado em: 02/04/2020

O Gabinete Civil do Governo do Estado, junto com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social e a Polícia Rodoviária Federal, vem a público esclarecer que os estabelecimentos comerciais que sejam essenciais no suporte à atividade de transporte de cargas e passageiros em nosso Estado, tais como lojas de peças automotivas, oficinas mecânicas e borracharias, situados às margens de rodovias estão autorizados a funcionar regularmente, desde que possuam ambientes com ventilação natural.

Os restaurantes e lanchonetes estão autorizados a fornecer refeições prontas nas áreas urbanas, e fora das áreas urbanas as refeições podem ser servidas, desde que observado o distanciamento mínimo de 1,5m entre clientes, e as regras sanitárias estabelecidas em lei atendidas.

O Governo do Estado e a PRF reforçam que o transporte e entrega de cargas são indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, e que, portanto, são atividades essenciais durante a crise, conforme previsto no Decreto 10.282, de 20 de março de 2020, do Governo Federal e do Decreto Estadual 29.583, de 01 de abril de 2020, onde ambos buscam garantir a manutenção do fluxo de mercadorias, como alimentos, medicamentos, combustível, itens de higiene e outros essenciais à sociedade nesse momento de crise.

 

Faça o seu comentário

Farmácia Popular

Makro encerra atividades em Natal

Publicado em: 02/04/2020

                                               Foto: Reprodução

 

Makro encerra suas atividades em Natal. Faixa em destaque nesta quinta-feira(02) informa o encerramento das suas atividades. Segundo informações  apuradas pelo Blog do BG, estabelecimento na capital potiguar teria sido comprado pela empresa Mineirão, especialista em Atacarejo.

 

https://www.blogdobg.com.br/makro-encerra-atividades-em-natal/

 

Faça o seu comentário

Grupo Araújo

Veja lista no Diário Oficial do Estado com novo decreto que prorroga suspensão de aulas e demais medidas de isolamento no RN

Publicado em: 02/04/2020

                              FOTO: ASSECOM/RN por Elisa Elsie

 

O Governo do Rio Grande do Norte prorrogou até o dia 23 de abril as medidas de prevenção e isolamento social adotadas ao longo do mês de março com o objetivo de reduzir a propagação do novo coronavírus (COVID-19). As regras, que reduzem a aglomeração e o fluxo de pessoas, foram unificadas e instituídas no decreto Nº 29.583, de 1º de abril de 2020, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

O decreto oficializa no RN a quarentena, prevista no art. 3º, II, da Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, e recomenda que a circulação de pessoas no território potiguar esteja limitada às necessidades, aos cuidados com a saúde e ao exercício de atividades essenciais. Próximo ao final da sua vigência, as medidas serão revistas pelo Comitê Governamental de Gestão da Emergência em Saúde Pública e, caso necessário, alteradas de acordo com cenário da COVID-19 no estado.

Continuam suspensas as aulas em escolas públicas e privadas, o funcionamento do comércio, bares e restaurantes, a realização de eventos e atividades não essenciais. Sobre a decisão, a governadora Fátima Bezerra lembrou que a prioridade é a saúde e a vida da população, o que justifica o isolamento social como iniciativa essencial ao enfrentamento da pandemia. Além disso, a quarentena possibilita ao Estado a realização dos projetos de ampliação e fortalecimento do Sistema Único de Saúde.

“Nós estamos com as mangas arregaçadas o tempo inteiro! Já determinamos que os Restaurantes Populares distribuam alimentação para a população mais carente. Dentro de alguns dias queremos que o Hospital de Campanha, que será erguido na Arena das Dunas, já esteja pronto. Além disso estamos trabalhando na expansão de leitos em todo o estado. O momento é de união e de não medir esforços no combate e contenção contra essa pandemia no nosso estado”, destacou a governadora nesta quarta-feira ao anunciar a prorrogação das ações nas redes sociais virtuais.

Fátima disse ainda que é urgente o envio dos recursos e equipamentos prometidos pelo Governo Federal para a saúde pública. Além da efetivação imediata das ações sociais e econômicas, como a Renda Básica Emergencial de R$ 600, destinada aos trabalhadores sem vínculo empregatício, autônomos e beneficiários do Programa Bolsa Família, aprovada do Congresso Nacional.

“Nós temos pessoas em extrema vulnerabilidade social, que vão para a rua conseguir o que comer. Então, nós governadores que compomos o Consórcio Nordeste não vamos sossegar enquanto o Governo Federal não agilizar programas como o Renda Básica Emergencial, projeto que foi proposto e aprovado pelo Congresso”, acrescentou.

Aliado a isso, o Governo do RN vem desenvolvendo uma série de discussões para proteger a economia e mitigar os impactos no setor produtivo, sobretudo na proteção dos segmentos mais atingidos pela crise. Recentemente, o Estado anunciou diversas medidas que dialogavam com as reivindicações das entidades empresarias. Também tem mantido diálogo com instituições financeiras e entidades como o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e o Comitê Gestor do Simples Nacional na busca de soluções para manter vivas as empresas e os empregos. Algumas estão em curso, como o montante de R$ 34,4 milhões que serão injetados em diversos setores da cadeia produtiva potiguar.

A governadora também assegurou o repasse de R$ 3,6 milhões para reforçar a rede de assistência social dos 167 municípios potiguares e garantir o sustento mínimo e a proteção da população mais vulnerável do RN. Além disso, uma rede de proteção e solidariedade está sendo formada com a implementação da Central de Doações, que irá receber e distribuir os mais diversos tipos de materiais como equipamentos de proteção individual (EPIs), álcool em gel, respiradores, kits de higiene e alimentos.

Confira a  lista completa dos serviços suspensos e os que funcionam com restrições, conforme editado no decreto Nº 29.583.

 

 

Faça o seu comentário

Casa dos Bolos

Operação do MPRN combate aumento abusivo no preço e estocagem de máscaras descartáveis; reajuste chega a quase 15 mil por cento

Publicado em: 02/04/2020

Fotos: Divulgação/parte material apreendido em SP

 

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), com o apoio do CyberGaeco do Ministério Público de São Paulo e da Polícia Civil de São Paulo, deflagrou nesta quinta-feira (2) a operação Ganância. O objetivo é combater a prática de aumento abusivo no preço de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) utilizados por profissionais de saúde no combate à Covid-19. O reajuste no valor de uma máscara descartável chega a 14.733,33%.

A operação cumpriu quatro mandados de busca e apreensão nas cidades potiguares de Natal, Parelhas e Ouro Branco, e ainda no Estado de São Paulo, na cidade de São Caetano do Sul. A Polícia Civil paulista, através da 2ª Delegacia de Investigações sobre Infrações contra o Consumidor do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), auxiliou no cumprimento das ordens judiciais. Foram apreendidos EPIs e álcool em gel, notas fiscais, computadores e aparelhos de telefone celular.

A apuração do crime teve início no final do mês passado, quando uma Prefeitura da Grande Natal procurou o empresário investigado e pediu o orçamento de máscaras descartáveis, equipamento de proteção essencial às atividades dos profissionais de saúde durante a pandemia do coronavírus.

Na conversa feita através do aplicativo Whatsapp, o empresário investigado informou ter 60 milhões de unidades das máscaras em estoque. O preço até recentemente praticado no mercado pelo equipamento era de R$ 0,06 a R$ 0,10 a unidade. Todavia, no diálogo mantido pelo aplicativo, ele cobrou, por cada máscara, os valores de R$ 5,90 (pagamento antecipado); R$ 7,90 (pagamento na fatura); e R$ 8,90 (para o caso de 60% no pedido e 40% na entrega). Respectivamente, esses reajustes são de 9.733,33%, 13.066,66% e 14.733,33%.

Diante da cobrança abusiva, servidores da Prefeitura procuraram o MPRN e denunciaram o crime. As investigações confirmaram que o empresário continua aumentando arbitrariamente o lucro e impondo preços absurdos e excessivos, além de segurar os equipamentos em estoque. Para o MPRN, essa prática causa danos e prejuízos irreparáveis a toda a sociedade, seja pela iminência da paralisação dos serviços médicos, e, consequentemente do atendimento ao público, seja pela impossibilidade de uso das máscaras por aqueles infectados que delas realmente necessitam, possibilitando a propagação da doença.

Além da busca e apreensão de documentos, computadores e celulares, o MPRN obteve na Justiça a autorização para apreender todo o estoque de Equipamentos de Proteção Individual e ainda de álcool em gel que estejam em poder do empresário ou da empresa fornecedora. O material apreendido será entregue à Secretaria Municipal de Saúde que fez a denúncia e à Secretaria de Saúde de São Paulo, que deverão, posteriormente, indenizar as empresas com os valores justos.

A prática investigada constituiu crime contra a economia popular e as penas podem chegar a 10 anos de prisão.

Disque Denúncia 127

O MPRN disponibiliza o Disque Denúncia 127 para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br. Os cidadãos podem encaminhar informações em geral, tais como aumento abusivo de preços, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.

 

MPRN

 

Faça o seu comentário

JP Gás - João Câmara

DEMISSÕES: Rodoviarios cruzam os braços e parte da cidade fica sem ônibus

Publicado em: 02/04/2020

E o que já estava ruim, ficou pior.

Após a onda de demissões que começaram nas empresas de ônibus nesta quarta-feira que irão atingir 850 funcionários, os rodoviarios resolveram parar.

Os onibus das empresas Guanabara, Trampolim da Vitoria e Via Sul não sairam das garagens porque não tem motoristas e cobradores, eles cruzaram os braços como forma de protestar pelas demissões.

As empresas também alegam que não tem mais como rodar, o movimento caiu 80% desde o iníco do isolamento e os empresários estariam tendo que bancar a obrigação de rodar com os onibus praticamente vazios durante quase todo o dia.

A situação é complexa, grave e os poderes estaduais e municipais ainda não deram uma palavra sobre essa situação. Cadê a Governadora, cadê o prefeito Álvaro Dias e os prefeitos dos municipios da Grande Nata?

 

https://www.blogdobg.com.br/demissoes-rodoviarios-cruzam-os-bracos-e-parte-da-cidade-fica-sem-onibus/

 

Faça o seu comentário

Adriano Auto Center

Presidente das Filipinas mandou a polícia atirar “para matar” naqueles que furarem a quarentena

Publicado em: 02/04/2020

Segundo o site O Antagonista, o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, mandou a polícia atirar “para matar” naqueles que furarem a quarentena.

Metade dos filipinos está em regime de isolamento social.

Não é primeira vez, o presidnete Rodrigo Duterte também já autorizou viciados matarem traficantes e recomendou disparar contra vagina de guerrilheiras: sem as vaginas, “elas seriam inúteis”

 

Faça o seu comentário

VIVO PRE