VÍDEO: Torcedor faz loucura pelo Vila Nova e fica sem esposa e sem vaga na Série A após derrota em Natal

Publicado em: 27/11/2023

Quanto vale a paixão pelo clube do coração? No caso do vilanovense João Vítor Silva, de 27 anos, o amor pelo Tigre transcendeu até mesmo a barreira familiar. Antes da última rodada da Série B, ele deixou a esposa grávida e a filha de três anos para assistir ao Vila Nova em Natal. O resultado foi o pior possível: João Vítor viu seu time perder por 3 a 2 para o ABC e ficar sem a vaga na Série A. Além disso, a esposa, Fernanda, pediu divórcio antes da viagem.

A entrevista emocionada do torcedor ao ge foi concedida antes da partida. O Vila Nova entrou em campo como quarto colocado e dependia apenas de si para conquistar o acesso. O torcedor fanático agora voltará para casa e tentará reverter a situação familiar.

– Deixei minha esposa grávida de três meses e minha filha de três anos que vai fazer cirurgia amanhã. Cirurgia de adenoide. Minha mulher queria eu estivesse lá em Goiânia, mas o amor pelo Vila falou mais alto. O “povo” está me criticando e perguntando se é minha família ou o Vila Nova em primeiro lugar. Mas não é questão disso. É um momento único, para a vida toda. Vou fazer uma moldura desse ingresso, o Vila vai subir para a Série A. Vim sem nenhum real no bolso, paguei só a passagem. Viiiiila – disse o torcedor, que completou emocionado:

– Veio todo mundo. Eu trouxe meu pai. Meu pai ganhou ingresso. Um menino de Londres sorteou e deu para ele. Conhecer a praia é mais um sonho realizado. O Vila tem que subir, chegou nossa hora. É Série A, é meu presente de aniversário de 27 anos, que será em dezembro. Um dia a Fernanda vai me entender, é com o tempo. Um dia ela vai me entender – disse João Vítor antes do jogo.

Com a derrota, o Vila Nova caiu quatro posições na tabela e terminou a Série B na oitava colocação, com 61 pontos. Esta foi a melhor campanha do time goiano na era dos pontos corridos, no entanto, nem João Vítor e nem os demais torcedores do Tigrão têm motivos para comemorar.

 

GE

 




Faça o seu comentário